A OnePlus precisa de um smartphone gama-média no mercado

Filipe Alves
A OnePlus precisa de um smartphone gama-média no mercado
O descontinuado e muito amado OnePlus X

A OnePlus é sem margem para dúvida uma das melhores marcas de smartphones no mercado neste momento. Depois de ter ganho o "Melhor smartphone do ano, escolha público 4gnews" com o OnePlus 5T, temos ideia que a marca não passa despercebido no mercado português.

Porém, as últimas decisões da marca deixaram-me um pouco triste face ao seu desenvolvimento. Não vou falar no facto de nos trazer um dispositivo topo de gama de 6 em 6 meses, ou de copiar (yap, copiar) o design dos terminais da Oppo. Falo sim de terem erradicado o seu modelo de gama-média OnePlus X.

Vê ainda: Xiaomi – Aqui estão 10 produtos que valem a pena comprar

Foi em 2015 que o "X" começou a ser mais falado no mundo tecnológico. A empresa conhecida por "Never Settle" e "Flagship Killer" decidiu lançar um terminal com especificações menores a um preço vantajoso.

O OnePlus X era um smartphone elegante, bem construído e com specs mais do que suficientes para um utilizador hard-core. Em vez de optar por um processador de gama-média, a OnePlus decidiu colocar o processador topo de gama do ano anterior. Uma decisão inteligente e de se tirar a cartola.

Todavia, tudo o que é bom acaba depressa e o OnePlus X nunca mais viu um sucessor ser revelado.

Na apresentação do 5T, Carl Pei, VP da marca, falou o porquê. Os amantes OnePlus gostavam do smartphone "X" mas não queriam um dispositivo que não fosse "Flagship Killer". Pois bem, Carl Pei, e se vendessem o terminal a um público diferente?

Desde 2015 a OnePlus entrou no mercado britânico de forma oficial com a operadora O2, está com uma presença muito mais forte no mercado europeu e americano e mesmo assim só nos dá uma opção de compra.

A OnePlus precisa de dar jus ao slogan "Never Settle"

Por muito que queriam dizer "ai e tal... somos uma empresa pequena", não posso discordar mais. Não faltaria pessoal com vontade de investir num smartphone como o OnePlus X se fosse bem promovido.

Lá por ser apenas comprado online não quer dizer que não tenha presença. Os Google Nexus na altura eram maioritariamente comprados online e tiveram um bom sucesso.

O primeiro Motorola Moto X com possibilidade de personalização era um produto online e teve um sucesso tremendo. Aliás, andei a pesquisar como um lunático para comprar um terminal nos EUA e enviar para a Europa em 2013.

A OnePlus tem mais do que estofo para olhar para um outro segmento. Numa altura onde a Huawei domina os gama-média a par da Samsung, seria bom ver um terminal como o "X" no mercado. Um dispositivo com especificações de topo de gama do ano anterior, mas com um preço muito mais vantajoso.

Eles lá sabem o que fazem com o seu negócio. Mas se a OnePlus quer um dia ser uma empresa destinada a bem mais do que "nerds" terá de arriscar em mais mercados com mais terminais.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Google Play Store – Aqui estão 8 jogos Android grátis temporariamente

Intel: Confirma se o teu processador está afetado pelo Spectre e Meltdown

CES – Google Assistant tentará tirar Amazon Alexa do palco principal

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.