OnePlus elimina uma das edições dos seus smartphones!

Filipe Alves
Comentar

A OnePlus acaba de terminar a parceria que tinha sido celebrada há dois anos com a McLaren. Ou seja, ao que parece, já não teremos mais OnePlus McLaren Edition.

Esta edição de smartphones era desenhada em conjunto com a equipa de F1 da McLaren e dava-nos um smartphone topo de gama com um design diferente dos demais.

OnePlus fecha a página dos seus McLaren Edition

OnePlus 7T Pro McLaren Edition

Alguns amantes da marca com os olhos bem atentos viram que a marca acabou de encerrar a sua página dedicada aos smartphones McLaren Edition.

Visto que não tivemos nenhum OnePlus 8 com esta variante, acredita-se que o OnePlus 7T Pro tenha sido o último terminal a trazer tal ideologia.

Ainda assim, vale a pena referir que a marca normalmente só traz os McLaren Edition para os modelos T. Aconteceu no OnePlus 6T e OnePlus 7T Pro 5G. Assim sendo, também é possível que negociações reatem de forma a trazer um modelo McLaren Edition para o OnePlus 8T que será revelado dentro de uns meses.

Crescimento da OnePlus tem sido notável

A marca já não é um Flagship Killer. Ao longo dos anos, a OnePlus tem vindo a mostrar que é capaz de criar smartphones capazes de combater com os tubarões de mercado.

Este ano, os smartphones da OnePlus estão mais caros que nunca, porém, continuam com um valor abaixo da concorrência. Mesmo assim, os dois modelos da OnePlus continuam a ser topos de gama que valem a pena apostar.

A minha única reclamação é o facto da marca nos dar 4 topos de gama por ano. Os modelos T são uma interessante atualização, todavia, isto significa que cada modelo tem apenas "6 meses" de vida como o smartphone principal da marca. O que desvaloriza consideravelmente o preço dos equipamentos uns meses depois.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.