OnePlus 9 Pro utilizará o mesmo tipo de ecrã do Samsung Galaxy S21 Ultra

Carlos Oliveira
Comentar

A OnePlus costuma recorrer à Samsung para o fornecimento dos ecrãs para os seus topos de gama. Com uma nova geração prestes a chegar ao mercado, essa parceria deverá concretizar-se uma vez mais.

De acordo com o que revela hoje o conhecido Max Jambor, o OnePlus 9 Pro será detentor de um ecrã com tecnologia LTPO. Acredito que esta sigla não te seja estranha, até porque é o mesmo tipo de ecrã que a Samsung utiliza no Galaxy S21 Ultra.

Descobre as vantagens de um OnePlus 9 Pro com um ecrã LTPO

Em primeiro lugar, frisar que o painel do OnePlus 9 Pro continuará a ser um OLED, semelhante às gerações anteriores. Isto significa que cada pixel será iluminado individualmente e continuará a apresentar uma excelente reprodução de cores.

Esclarecido este ponto, notar que a utilização de um painel LTPO sobre essa tecnologia terá um forte impacto na forma como este lidará com a sua taxa de atualização de 120Hz. Na prática, esta tecnologia permitirá ao ecrã variar automaticamente essa taxa.

Tal como acontece com o Samsung Galaxy S21 Ultra, o vindouro OnePlus 9 Pro terá a tecnologia necessária para oscilar entre os 10Hz e os 120Hz consoante o conteúdo que estiver a ser consumido. Adicionalmente, isto permitirá um aumento da autonomia do equipamento, uma vez que este apenas usará o máximo de atualização do ecrã quando necessário.

Usando um exemplo prático, caso o utilizador se encontre a ler um e-book, o OnePlus 9 Pro irá manter a taxa de atualização do seu ecrã nos 10Hz. Quando o utilizador transitar para um jogo, por exemplo, o smartphone irá saltar automaticamente para os 120Hz para uma melhor experiência.

OnePlus 9 pro

OnePlus 9 não terá direito a uma taxa de atualização variável

Max Jambor deu ainda informações, em exclusivo, à PhoneArena acerca do ecrã do OnePlus 9. Aquele que será o modelo base dos próximos topos de gama da marca manterá constantemente o seu ecrã nos 120Hz.

Significa isto que este modelo usará um painel OLED convencional, carecendo da tecnologia de taxa de atualização variável. Uma opção cuja interpretação será subjetiva.

Alguns utilizadores até poderão apreciar ter um ecrã a correr sempre no máximo das suas capacidades. Seja qual for o conteúdo consumido, este apresentará sempre uma taxa de atualização de 120Hz.

A grande desvantagem desta abordagem estará principalmente ao nível da autonomia do equipamento. Quanto maior for a taxa de atualização do ecrã, maior será a quantidade de energia requerida para que este funcione.

Revelado este dado, veremos se a OnePlus irá oferecer uma opção semelhante no modelo Pro. Visto que uma taxa de atualização variável é alcançada através de software, a empresa poderá dar a opção aos seus utilizadores de manter essa sempre nos 120Hz.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.