OnePlus 9 Pro: fotografias tiradas com a ultrawide de 50MP supreendem

Bruno Coelho
Comentar

A linha de smartphones OnePlus 9 tem apresentação marcada para o próximo dia 23 de março. E depois de confirmada a parceria com a empresa sueca Hasselblad, a grande curiosidade sobre os novos equipamentos está centrada na qualidade das suas câmaras.

Tal como já havia sido confirmado em anteriores rumores, os OnePlus 9 chegarão equipado com uma lente ultrawide de 50MP. Está agora confirmado pelo própio CEO da marca, Pete Lau, que se trata do sensor IMX766 da Sony.

As diferenças entre fotografia de uma "ultrawide convencional" e a ultrawide do OnePlus 9 Pro

As lentes ultra-angulares são normalmente adoradas pelos utilizadores “ampliarem os seus horizontes”. E num tweet de Pete Lau, foi mostrada a diferença entre uma fotografia tirada por uma “ultrawide convencial” e a ultrawide do OnePlus 9 Pro.

Fotografia capturada por uma "ultrawide convencional"

Tal como podes notar no exemplo tirado por outro smartphone, é visível alguma distorção nas laterais do edifício, o que torna a fotografia mais irrealista. Já na imagem capturado pelo OnePlus, o edifício aparece sem qualquer distorção.

Fotografia capturada pela ultrawide do OnePlus 9 Pro

A ultrawide que estará no OnePlus 9 Pro não apresenta distorção por se tratar de uma lente freeform. Recorde-se que o Oppo Reno 5 Pro Plus, da empresa irmã, também já usa este mesmo sensor da Sony.

Noutra publicação a OnePlus também já avançou que o sensor principal será o maior até à data num smartphone da marca - o Sony IMX789. Os resultados são prometedores, mas só poderemos tirar conclusões com fotografias que não sejam apenas de marketing.

Editores 4gnews recomendam:

  • OnePlus mostra o design do OnePlus 9 Pro em vídeo oficial
  • Xiaomi Mi 10S é oficial: um toque de presente com regresso ao passado
  • Android 11 é a versão com maior taxa de adoção de sempre
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.