OnePlus 3 4gnews 18

Como seguidor do nosso site, certamente já te deste conta de que o OnePlus 3T tem sido um tema frequente nos últimos dois dias. Desde a sua apresentação até a um certo descontentamento geral da nossa equipa relativamente a esta decisão por parte da OnePlus, o certo é que o mesmo tem sido muito escrutinado.

Vê também: OnePlus 3T: Confiança traída ou oportunidade aproveitada? [Opinião]

   

A verdade é que tenho de concordar com grande parte das ideias que têm sido aqui defendidas. Lançar um novo flagship num período de seis meses levanta um certo desconforto em quem tem intenções de comprar um equipamento da marca, sob pena de poder ver o seu recente investimento perder o devido valor e importância num tão curto período de tempo.

Uma das coisas que certamente não foi do agrado de todos foi o facto de, afinal de contas, o OnePlus 3T ter sido apresentado com o Android 6.0.1 Marshmallow ao invés do mais recente Android 7.0 Nougat. Mas essa lacuna será rapidamente resolvida assim que, em dezembro, o novo sabor do Android chegar ao novo OnePlus 3T.


Interessante é ainda o facto de a OnePlus ter agora garantido que o OnePlus 3 e o OnePlus 3T partilharão o mesmo calendário de atualizaçoes, o que significa que quando um for atualizado o outro também o será. As únicas exeções neste comprometimento poderá ser um ou outro bug que afete um destes equipamentos em particular.

Importa ficar frisado que, embora a OnePlus tenha deixado de comercializar o seu OnePlus 3, o mesmo não será esquecido pela marca e terá um tratamento consonante com a gama de equipamentos no campo em que se insere.

Talvez queiras ver:

OnePlus 3T leva a melhor sobre o Google Pixel XL no tempo de carregamento da sua bateria

T de quê? “Well”, acho que nem a OnePlus sabe

À procura do OnePlus Y: o gama média de 2016

OnePlus que andas tu a fazer? ¯_(ツ)_/¯

Fonteandroid authority
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.