OnePlus 10 pode desiludir fãs com este processador

Bruno Coelho
Comentar

A OnePlus prepara-se para apresentar o OnePlus 10 Pro na China a 11 de janeiro. Mas ao contrário de outros anos, este smartphone premium deve ser revelado sozinho. Os rumores sugerem que o OnePlus 10 será apresentado mais tarde em data a definir.

OnePlus 10 pode chegar com o processador MediaTek Dimensity 9000

Segundo um exclusivo do MySmartPrice, a submarca da Oppo está a trabalhar num smartphone com o processador MediaTek Dimensity 9000. E a sua fonte, o leaker Yogesh Brar, afirma que este pode ser mesmo o OnePlus 10.

A confirmar-se, esta será uma decisão da OnePlus que vai desiludir muitos fãs da marca. Isto porque, ao longo dos anos, estes foram habituados a ter o mesmo processador na versão base e Pro.

O MediaTek Dimensity 9000 foi apresentado no final de 2021, e a fabricante afirmou que smartphones com este processador começariam a chegar ao mercado a partir de fevereiro. É construído sob o processo de 4 nanómetros, e tem um pico de velocidade de clock de 3.0Ghz.

É bom termos em conta que, até à data, a OnePlus não revelou nenhum detalhe sobre o OnePlus 10. A marca tem apenas promovido o OnePlus 10 Pro, que que será apresentado na próxima semana.

Um pormenor importante é que a OnePlus anunciou em 2021 que passaria a lançar smartphones com sistema operativo unificado com a Oppo. Isto significa que o OxygenOS como a conhecemos será cada vez mais engulida pelo ColorOS da Oppo.

De qualquer das formas, deves olhar para estas informações sobre o OnePlus 10 com uma pitada de sal. Até à data de escrita deste artigo não existem fundamentações oficiais que confirmem o processador do terminal.

Editores 4gnews recomendam:

  • OnePlus 10 Pro: este é o design oficial do smartphone
  • OnePlus 10 Pro: imagens reais surgem online antes da apresentação
  • Samsung Galaxy S21 FE: chega finalmente a 11 de janeiro com um preço surpreendente
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.