Oficial: Xiaomi confirma Redmi Note 10 com ecrã de 120Hz

Bruno Coelho
Comentar

É já no próximo dia 4 de março que serão apresentados os novos modelos da linha de smartphones de maior sucesso do universo Xiaomi. Os Redmi Note 10 prometem “estabelecer novas metas”.

Ciente de que sabe o que os utilizadores mais querem, a Xiaomi tornou hoje oficial que uma característica muito adorada vai chegar a estes equipamentos. Segundo a publicação na rede social Twitter, os Redmi Note 10 terão ecrã com taxa de atualização de 120Hz.

“Desafiar os limites da suavidade” ´é o slogan usado pela Xiaomi no curto vídeo partilhado nas redes sociais. Até hoje, os smartphones desta linha chegaram ao mercado com taxa de atualização de 60Hz.

A diferença da taxa de atualização de 120Hz

A vantagem em ter uma taxa de atualização mais alta, aumenta número de vezes que o ecrã é atualizado por segundo. Tal significa que estes novos equipamentos atualizarão o ecrã a uma taxa de 120 vezes a cada segundo (quando antes era 60).

Esta novidade será mais notada quando navegas, a fazer o clássico “scroll” pelos menus ou aplicações. É também uma novidade da qual podes tirar partido em jogos que disponibilizem essa possibilidade. Aí vais ter uma experiência também mais fluida. Um pormenor a ter em conta é que, com uma maior taxa de atualização, vêm também mais gastos na bateria.

Outro pormenor importante já confirmado é que a Xiaomi vai trazer a popular câmara de 108MP para estes equipamentos. No entanto, resta saber se ambas as características estarão disponíveis para todos os novos modelos, ou apenas nos mais caros.

O lançamento ocorre no próximo dia 4 de março, na Índia.

Editores 4gnews recomendam:

  • Redmi Note 10 "revelado" oficialmente pelo diretor da Xiaomi Índia
  • Xiaomi Mi Band 6: WhatsApp e Telegram terão suporte único
  • Xiaomi aterra nos Açores. Nova Mi Store será em Ponta Delgada
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.