Motorola-logoO Motorola Moto X original foi lançado há cerca de dois anos e desde então tem recebido muito carinho do público por toda a personalização e interacção com o utilizador final, pela sua UI sem qualquer tipo de bloatware e por ser, em suma, um smartphone com carisma.

A segunda geração, que tivemos oportunidade de testar, trouxe-nos um ecrã maior, uma qualidade de construção soberba, especificações de topo e conseguia ser ligeiramente mais barato do que a competição, apesar de falhar bastante na autonomia e na câmara fotográfica.

   

Pois bem, pelo que acabei de expor rapidamente nos apercebemos que há muita margem para melhoria na terceira geração do Moto X, escusado será dizer que as nossas expectativas para o Motorola Moto X 2015 são bastante altas. Será que este Moto X 2015 vai, finalmente, causar algum impacto no mercado? Para já é impossível dizer mas entretanto, isto é tudo o que sabemos sobre o próximo topo de gama da Motorola.

Ecrã e Design

A personalização sempre foi um dos principais trunfos dos Moto’s X e este Moto X 2015 não fugirá à regra, quero com isto dizer que o Moto Maker estará disponível para o novo topo de gama e cada vez em mais países (se chegasse a Portugal não pensava duas vezes).

Esta ferramenta divinal permite-te dar um toque verdadeiramente único ao teu smartphone, podes fazer dele mais do que uma ferramenta ou mero gadget, podes infundi-lo com alguns traços da tua personalidade, deste o espírito Zen do Bambu ao arrojado cabedal negro, estas são apenas algumas das múltiplas combinações para o teu Moto X 2015.

Moto X

Além de toda a personalização do Moto Maker, este novo Moto X 2015, segundo os rumores, estará disponível em dois tamanhos, um com 5.2 polegadas (de longe o mais ergonómico) e uma versão phablet com 5.7 polegadas de ecrã (Moto X Plus?), falta saber se esta versão maior será um exclusivo de uma ou outra operadora ou se estará disponível para o público em geral.

Esta versão phablet terá uma estrutura metálica que será também uma ponte entre o dispositivo e um Google Cardboard ou outro equipamento de realidade virtual. Surgiram também alguns rumores sobre uma versão “Sport” do modelo de 5.2 polegadas que teria uma reforçada resistência aos elementos mas pessoalmente não me parece muito credível.

Em termos de resolução de ecrã, a versão com 5.2 polegadas deverá manter os 1080 x 1920 Full HD ou segundo alguns rumores saltar também para os QHD, ao passo que o phablet de 5.7 polegadas terá certamente uma resolução Quad HD com 1440 x 2560 pixels.

Algo com que certamente poderemos contar é a conexão USB Tipo C que marcará presença neste Moto X 2015, a maior vantagem prática sobre as gerações anteriores de microUSB é que não precisamos de nos preocupar com “as direitas” do cabo uma vez que este é reversível.

Neste novo topo de gama, algo que não marcará presença é o leitor de impressões digitais, apesar de termos ouvido alguns rumores que sugeriam a presença deste em alguns protótipos, no entanto, leaks posteriores vieram contradizer esta ideia e a opinião geral é adversa à presença desta característica no novo Moto.

Software

O  Moto X 2015 virá equipado com o sistema operativo Android 5.1 Lollipop logo ao abrir a caixa e apesar de ser muito catita ver este equipamento logo com o Android M, a Motorola não o poderá fazer antes da Google lançar os seus equipamentos Nexus de 2015.

No entanto, a nível de UI, este  Moto X 2015 terá um aspecto muito limpo, com as habituais aplicações da Motorola, a grande interacção com o usuário final e sem bloatware. A nível de actualizações também será dos primeiros a receber o novo software da Google, até ao final do ano podemos contar com o Android M para este flagship.

Processador e Especificações Técnicas

O processador do novo Moto X 2015 poderá ser o Snapdragon 808, um SoC hexa-core de 64-bits ou então o malfadado Snapdragon 810, um SoC octa-core de 64-bits, este último tem apresentado inúmeros casos de sobre-aquecimento, aliás, todos os topos de gama que o utilizam ao momento estão a sofrer de vários problemas com o aquecimento excessivo, mesmo com a versão 2.1 deste processador, portanto seria desejável que o novo Moto optasse pelo Snapdragon 808.
Em termos de memória RAM, o Moto X 2015 deverá contar com 4 GB de memória ou pelo menos 3 GB. Relativamente ao armazenamento interno teremos 32 GB ou 64 GB para quem precisar e quem sabe até poderemos ter uma variante com 128 GB. Infelizmente é bastante improvável que o Moto X 2015 venha equipado com slot para cartão microSD.

Câmaras

O departamento fotográfico era uma das grandes falhas das gerações anteriores, algo onde me desiludiu durante a review. Apesar de na maioria das situações conseguirem resultados aceitáveis, estamos a falar de um topo de gama e nesse aspecto estavam muito atrás de toda a concorrência.

Este modelo de 2015 deverá finalmente corrigir isto, a julgar pelo tweet de uma alta executiva da marca que deu a entender uma potente câmara fotográfica para o Moto X 2015. Apesar de não sabermos ao certo qual será o sensor a equipar este novo topo de gama, podemos esperar um sensor “Clear Pixel” de 16 MP para a câmara traseira e pelo menos 5 MP com lente grande angular para a câmara frontal. Teremos também, na traseira, um flash dual-LED como na geração anterior mas além disso pouco mais sabemos.

Bateria

Pouco ou nada sabemos sobre a bateria do próximo Moto X 2015, no entanto já vimos um rumor a sugerir uma capacidade de 3280 mAh, falta saber é se seria para a versão de 5.2 ou 5.7 polegadas de ecrã. De qualquer maneira, esta é a pior falha do Moto X actual, a sua autonomia de bateria é completamente vergonhosa, mesmo quando comparada com o Apple iPhone 6 ou Galaxy S6.

Poderemos ver a inclusão de funcionalidades como o carregamento sem-fios ou a tecnologia de carregamento rápido QuickCharge 2.0, qualquer coisa que melhoria a autonomia de bateria é um bónus inquestionável.

Por último, o novo Moto X 2015 será anunciado no evento da Motorola marcado para dia 28 de Julho portanto pouco falta para conhecer-mos finalmente este novo topo de gama cujo escalão de preços é ainda desconhecido.



Talvez queiras ver:

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).