Dia 24 de dezembro, Véspera de Natal. Venho por isso escrever um pequeno artigo relacionado com um conjunto de notícias e publicações que vi durante esta última semana em volta do Windows Phone e Windows 10 Mobile.

Com efeito, serei muito franco no resto do artigo que se baseará na pouca percentagem de pessoas que atualizou o seu smartphone para o Windows 10 Mobile. Pois bem, há dois fatores que contribuem para que, atualmente, apenas 16% de todos os smartphones Windows terem Windows 10 Mobile.

   

Em primeiro lugar, uma razão óbvia que não irei desenvolver muito aqui é o facto de grande parte dos smartphones Windows que existem não integrarem a lista de contemplados a receberem a última versão da plataforma da Microsoft. Ou seja, se pensarmos que em julho de 2016, mais de 50% dos smartphones Windows eram Lumias que não têm suporte oficial da Microsoft para a receção do Windows 10 Mobile.

O que quer isto dizer? Quer dizer que grande parte das pessoas, mesmo que quisessem, não podiam (oficialmente) atualizar os seus smartphones. Lumia 520, 530, 630 (512MB), 720, 920, 1020, todos eles de fora. Como é óbvio, isto não foi nada favorável à propagação da mais recente versão da plataforma da empresa de Redmond.

A segunda razão, e aquela que me leva – maioritariamente – a escrever este artigo é a falta de coerência na decisão da Microsoft, pelo facto de não disponibilizar (de um modo simples) a atualização para os smartphones que a suporte. Isto é, quem é que no seu perfeito juízo pensa em ter de instalar uma aplicação para poder atualizar o telemóvel? Pois, é um pouco chocante. Por isso, o que me resta fazer é indicar neste artigo como se pode atualizar o smartphone para Windows 10 e quais os dispositivos onde isso é “possível”.

Assim, o que tens de fazer caso tenhas um smartphone Windows, ou conheças alguém que tenha, etc, é ir até à Windows Store e descarregar a aplicação Assistente de Atualização. Depois o processo é simples. Basta abrir a aplicação e seguir os passos indicados. Parece fácil, e até é, mas só depois de se saber como. Seja como for, há ainda um último aspeto a reter. Só os smartphones na seguinte lista é que podem ser realmente atualizados:

  • Lumia 1520;
  • Lumia 830;
  • Lumia 930;
  • Microsoft Lumia 640 (todas as variantes);
  • Microsoft Lumia 640 XL (todas as variantes);
  • Lumia 635 (1GB de RAM);
  • Lumia 730;
  • Lumia 735;
  • Microsoft Lumia 430 (todas as variantes);
  • Microsoft Lumia 435 (todas as variantes);
  • Microsoft Lumia 532 (todas as variantes);
  • Microsoft Lumia 535 (todas as variantes); e
  • Microsoft Lumia 540.

Os smartphones da linha 50 não fazem parte da lista porque têm Windows 10 de origem. Contudo, fica aqui esta nota: não foi por acaso que a Microsoft não disponibilizou a atualização de um modo mais simples e básico. Isto porque, em princípio, a performance do teu smartphone poderá sofrer ligeiramente com a atualização. Porém, o Windows 10 Mobile é bem melhor que o Windows Phone 8.1 em muitos aspetos e, por isso, a alteração para a versão mais recente será benéfica para o smartphone.

Este é o meu presente de Natal para todos os leitores que gostam e/ou detêm Windows Phones. Todavia, este artigo terá um efeito tanto maior quanto mais vezes for partilhado. Porque uma coisa é certa, os 16% referidos no início do mesmo são inadmissíveis e só com este “passa-a-palavra” é que se poderá aumentar este número tão pequeno.

Suponho que seja o último artigo escrito por mim hoje. Desejo por isso um Feliz Natal a todos os leitores, todos mesmo.

Talvez queiras ver:

Como aproveitar os Saldos após o Natal – Guia de Compras #4

Surge uma imagem de um smartphone gama-média da Nokia

Actualização para o iPhone em vez de melhorar a bateria veio piorá-la

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.