Nvidia: Ray Tracing chega às gráficas antigas e já desilude

Bruno Coelho

Tal como a 4gnews escreveu, a Nvidia anunciou a chegada da tecnologia Ray Tracing às gráficas da linha Pascal. Se antes esta característica só estava ao alcance de modelos RTX, a Nvidia disponibiliza-a a partir de hoje para os donos de uma GeForce 10 ou 16.

A fabricante mostra também, recorrendo a gráficos, como a tecnologia funciona nestas gráficas. E a verdade é que para quem procura apenas os efeitos básicos desta, não vai ficar desiludido. Contudo, para quem procura realismo, a desilusão vai ser enorme.

nvidia ray tracing reflexos

Olhemos apenas para os reflexos, onde a RTX 2080 Ti fica-se apenas pelo dobro da performance da 1080 Ti. Tendo em conta que são de gerações distintas, tal é mais que expectável. Quando falamos de realismo, iluminação global e oclusão de ambiente, a RTX 2080 Ti fica seis degraus acima.

O Ray Tracing chegou às Pascal, mas não vais querer usá-lo 

Mesmo que não nos foquemos em números concretos, esta característica torna-se praticamente dispensável em alguns jogos com as gráficas Pascal. Embora a Nvidia tenha trazido a característica para estas, no uso real existe pouca diferença. Principalmente por estas serem limitadas em termos de núcleos.

nvidia ray tracing reflexos

Ainda assim, estas notícias não são particularmente surpreendentes. As novas RTX têm vários chips dedicados apenas para o Ray TRacing e DLSS. Além disso, a Nvidia já tinha avisado que a performance não iria ser das melhores. No final do dia, a fabricante quer é que faças um upgrade à tua GPU.

nvidia ray tracing

Para quem está na dúvida entra usar ou não usar o Ray Tracing na sua gráfica Pascal, é uma questão de experimentar. Ligas o Ray Tracing no teu jogo preferido e decides se realmente existe um incremento de qualidade que o justifique. No final das contas, é melhor ter do que não ter.

Editores 4gnews recomendam:

Via

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.