Novos Xiaomi CC9 deverão ser mesmo os Xiaomi Mi A3 com Android One

Filipe Alves
Comentar

Ainda ontem escrevemos um artigo onde tiramos algumas conclusões que nos deixaram intrigados nos últimos tempos. A ideia era que os novos Xiaomi CC9 poderiam, e tinham tudo para, ser os novos Xiaomi Mi A3. Ou seja, os smartphones com o sistema Android One da Xiaomi.

Ainda que as especulações fossem apenas isso, hoje temos algumas imagens que corroboram com esta teoria. O Xiaomi CC9 e CC9e deverão ser revelados hoje (na China) e a sua versão global deverá ser chamada de Mi A3.

As evidências que precisávamos do Xiaomi Mi A3

O menos poderoso e mais acessível Xiaomi CC9e passou por uma aplicação que nos detalha as especificações do smartphone. O AIDA64 dá-nos um detalhe de tudo o que está no smartphone. Incluindo o nome dos sensores e até o nome código do smartphone.

Xiaomi Mi A3 specs

Estas imagens confirmam que o smartphone dá-nos o nome de "laurel_sprout". Pois bem, este nome é dado a todos os Xiaomi com a versão Android One instalada. Assim sendo, podemos presumir que o CC9e poderá ser o tal Xiaomi Mi A3 ou Mi A3 Lite.

Mais especificações reveladas

Xiaomi Mi a#

Com estas imagens percebemos ainda que o smartphone contará com o processador Qualcomm Snapdragon 665 e ainda 4030mAh de bateria. As informações anteriores referiram que o terminal terá também uma variante com 6GB de memória RAM.

Não fiques triste com o processador, até porque os rumores referem que este será o modelo "lite". O modelo "normal" deverá chegar com o processador da gama 700 da Qualcomm.

Quando chegarão os novos Xiaomi Mi A3

A chegada dos smartphones vai depender das datas de lançamento para o mercado dos novos Xiaomi CC9. Lembrem-se que nos antecessores com Android One, a Xiaomi lançou sempre o modelo "X" (Mi6X) umas boas semanas antes de lançar o modelo com Android One a nível mundial.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.