galaxy-S6-edge-iphone-6

Não é dúvida para ninguém que Android e iOS são atualmente donos e senhores do mercado mobile. Escolher entre estes dois sistemas operativos parece ser a primeira das decisões quando estamos a pensar comprar um novo smartphone e depois de escolhida a plataforma, vem então a decisão de que equipamento comprar.

Vê também: Sede da Asus é considerada a mais Ecológica

   

Ambos com as suas virtudes e defeitos, o iOS costuma ser aquele que mais estabilidade oferece ao seus utilizadores, pois a Apple constrói um ecossistema e em seguida os equipamentos dedicados para aquele software. Agora o que as massas não esperariam era que alguém viesse afirmar exatamente o contrário, que o Android conseguisse afinal ser mais estável que o seu maior concorrente.

Segundo um estudo levado a cabo pela Blancco Technology Group, o iPhone falha com mais frequência que os seus concorrentes Android. Antes de irmos mais avante, há que referir que este estudo teve por base problemas como simples falhas na conexão Wi-Fi, reboot dos equipamentos ou problemas com aplicações.

Com efeito, os dados agora divulgados pela Blancco Technology afirmam que 58% dos iPhone´s contidos na amostra deste estudo depararam-se com problemas, contra 42% que passaram com distinção no teste. Ainda a referir que o equipamento que mais vezes enfrentou problemas foi o iPhone 6, imediatamente seguido pelo iPhone 6S.

ios_failures

Olhando agora para os dados relativos ao Android, apenas 35% dos equipamentos contemplados tiveram os seus problemas. Neste caso a Samsung lidera a tabela das marcas com maiores problemas, seguida pela Lenovo e LeEco.

android_failures

Olhando agora para as aplicações com maior responsabilidade nestes resultados, no que respeita ao iOS o Snapchat vai à frente com 17&, seguido do Instagram com 14%, Facebook com 9%, Facebook Messenger com 5% e por fim Google com 3%. No caso do Android, quem lidera é o Google Play Services com 12%, seguido de Google Contacts Sync, Address Book, Photos e a TouchWiz da Samsung todas com 5%.

Claro que estes dados valem o que valem e não significam de forma alguma que irás também tu experienciar exatamente os mesmos problemas. Contudo certamente poderão influenciar a escolha de muita gente.

Talvez queiras ver: