Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Nothing Ear (1): auriculares Bluetooth ganham nova vida com atualização

Bruno Coelho
Comentar

Os Nothing Ear (1) chegaram ao mercado em meados de 2021. Estes são o primeiro produto da empresa liderada por Carl Pei, co-fundador da OnePlus, e destacam-se pelo seu design arrojado.

Estes auriculares Bluetooth estão disponíveis em branco ou preto, mas com uma aste transparente. Esta permite ver o interior dos auriculares, e destacá-los dos demais nesse sentido. Com a mais recente atualização ficaram ainda melhores.

Até agora, os Nothing Ear (1) não tinham suporte para assistentes virtuais por gestos. Mas com a mais recente atualização ganharam suporte para Google Assistant, Amazon Alexa e Apple Siri.

nothing

Após escolheres a tua assistente virtual predileta, vais poder ativá-la nos próprios auriculares com um triplo toque. Mas antes disso, tens de atualizar para a versão de firmware 0.6700.1.86.

Todas as novidades desta versão de firmware dos Nothing Ear (1):

  • Ligação mais forte entre os Ear (1) com apps e computadores de terceiros
  • Estabilidade otimizada ao alternar entre 'vários dispositivos'
  • Assistente de voz agora disponível em controlos por gestos
  • Exibição de bateria mais precisa na app
  • Funcionalidade aprimorada de deteção de ouvido na app

Para atualizares os Nothing Ear (1), abre a tua app da Nothing no smartphone. Escolhe a opção de 'Detalhes do Dispositivo' e em seguida 'Atualização de Firmware'. Ambos os auriculares têm de ter pelo menos 10% de bateria para poderes realizar a atualização.

É bom recordar que estes auriculares Bluetooth contam com cancelamento de ruído ativo, carregamento sem fios e certificação IPX4. Foram lançados para o mercado por um valor de 99,90 €, mas podes comprá-los na PCDIGA por 84,90 € em campanha de Dia dos Namorados até 14 de fevereiro.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.