Nos tablets não há pai para a Apple e para os seus iPad

Filipe Alves
Comentar

O iPad da Apple continua a dominar o mercado de tablets. Infelizmente, esta não é uma novidade que nos deixará espantados. Isto porque tirando a Samsung e Huawei, são poucas as fabricantes que continuam a lutar neste setor.

Pessoalmente acredito que este setor de tablets tem muitas capacidades, porém, numa ideologia diferente daquilo que temos neste momento. Já falarei sobre o assunto.

iPad da Apple continua a dominar a venda de tablets

Tablets Apple iPad

Segundo os analistas da IDC, a Apple continua a dominar sem grandes problemas o mercado de tablets. Com mais de 13.9 milhões de iPads vendidos no terceiro trimestre de 2020. Isto faz que a cota de mercado da Apple seja de 29.2%. Um maketshare que a Apple não consegue ter na venda de smartphones.

iPad Apple

A Samsung está logo atrás com 9.4 milhões de unidades vendidas e uma cota de mercado de 19.8%. Em terceiro lugar temos a Amazon com os seus "Fire" a preços baixos. Ainda assim, isto rende à Amazon o terceiro lugar com 11.4% do mercado. A Huawei está em quarto lugar com 4.9 milhões de unidades vendidas e apenas 10.2% do marketshare.

Tablets podem ser o futuro da nossa casa inteligente

Os tablets tem sido vistos como um gadget de lazer ou de trabalho (questionável). Isto porque a produtividade de um tablet não é tão grande quanto a de um PC. Além disso, não é tão cómodo quanto um telemóvel para o transporte.

Assim sendo, um tablet é perfeito neste momento para ver uns vídeos no sofá ou então levar numa longa viagem de avião. Porém, gostava de ver um pouco mais.

Tenho trabalhado em tornar a minha casa inteligente, porém, não sou daqueles que anda com o smartphone quando estou em casa. Assim sendo, instalei um iPad (em formato teste) para ser o meu comando. Isto para quando não quero falar com a Google por alguma razão.

Não posso dizer que está a correr mal, muito pelo contrário, porém, gostava de ver um software mais adaptável para tal. A Amazon faz um bom trabalho com as suas "Alexas com ecrã", porém, são lentas, pequenas e com um software mau.

Se os fabricantes de Android (digamos Xiaomi) se focasse em trazer um tablet para ser um controlador de smart home, acredito plenamente que o futuro seria risonho. Não falo em trazer um tablet só para isso, porém, muito focado na smart home. Talvez para já não tivesse muito sucesso, todavia, era mais uma funcionalidade que poderíamos dar ao nosso tablet.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.