NOS e Meo também não vão cobrar a mais pelo 5G em fevereiro

Sabryna Esmeraldo
Sabryna Esmeraldo
Tempo de leitura: 1 min.

Agora é oficial: nenhuma das três principais operadoras de Portugal vai cobrar a mais pela utilização da rede 5G a partir de fevereiro. Nos últimos dois dias, Vodafone, NOS e Meo declararam que a 5ª geração da rede continuará a ser parte dos seus tarifários habituais, sem taxas extras.

O 5G começou a ser ofertado no país há cerca de dois anos, em um período de teste que acaba oficialmente no dia 31 de janeiro. A princípio, a rede passaria a ter custos adicionais a partir de fevereiro, mas as operadoras decidiram manter sua oferta normalmente.

Para manter os benefícios que o 5G já proporciona a Portugal

Operadoras 5G
Imagem: Shutterstock / Marko Aliaksandr

A Vodafone foi a primeira a se posicionar contra possíveis custos adicionais pelo 5G. Na última quarta-feira (24), a operadora declarou que iria manter a oferta da rede em seus tarifários, destacando a importância de democratizar o acesso à rede.

Ontem (25), foi a vez da NOS de divulgar sua decisão de seguir a disponibilizar o serviço de rede móvel de quinta geração livre de quaisquer custos extraordinários além do já cobrado nos tarifários. E a Meo posicionou-se logo depois, em acordo com a "gratuitidade" do 5G.

Em declaração oficial, a Meo destacou os benefícios que o 5G já tem proporcionado e a importância de mantê-lo acessível.

"Esta oferta vem democratizar o acesso a uma tecnologia que permite aos portugueses e às indústrias de vários setores usufruírem de uma rede que já está a revolucionar o ecossistema das comunicações e o dia a dia das pessoas em áreas de atividade estruturantes da sociedade", declarou a operadora, que é detida pela Altice Portugal.

No comunicado, a Meo ainda anunciou que irá descontinuar a rede 3G a partir de 31 de janeiro, com o objetivo de libertar "frequências que serão fundamentais para o reforço de qualidade da rede 5G, antecipando as tendências de crescentes necessidades e exigências de utilização das tecnologias móveis pelos consumidores."

Vale lembrar que as três operadoras terão aumentos de 4,3% nos preços dos seus serviços em fevereiro, mas isso se deve à taxa de inflação de 2023 e já estava previsto antes de qualquer decisão sobre custos adicionais em relação ao 5G.

Sabryna Esmeraldo
Sabryna Esmeraldo
Jornalista há mais de 10 anos, a Sabryna especializou-se a produzir conteúdos e tutoriais sobre aplicações e tecnologia. Consumidora de streamings e redes sociais, adora descobrir as novidades do mundo.