NOS anuncia reforço de fibra ótica nesta importante localidade

Bruno Coelho
Comentar

A NOS continua com o seu plano de expansão de redes de última geração. E o passo mais recente é o de reforço da cobertura num dos maiores concelhos do país: Sintra. Em comunicado, a operadora revela todos os detalhes.

“Este é um passo importante, que fortalece o compromisso da NOS em dotar todo o país com infraestruturas tecnológicas avançadas, garantindo o acesso de todos os portugueses, particulares e empresas, aos melhores e mais inovadores serviços de comunicações”, pode ler-se.

Fibra ótica da NOS chega a 4 mil lares e empresas em Sintra

Segundo os números divulgados, a partir de hoje a NOS chegará com a sua rede de fibra “a mais cerca de 4 mil lares e empresas neste concelho”. É importante referir que o número tem sido reforçado ao longo do ano, e a operadora pretende chegar a “mais de vinte mil lares e empresas” em Sintra até final de 2021.

Este reforço da rede de fibra da NOS na referida zona geográfica surge numa altura particularmente relevante. Isto porque muitos ainda se encontram em teletrabalho, começou um novo ano letivo, e é necessário dar melhores condições aos serviços essenciais.

“Os habitantes de Sintra passarão a ter acesso a um serviço de televisão inteligente através da UMA TV ou Apple TV, que oferecem uma experiência mais personalizada e intuitiva, com qualidade de imagem 4K”, esclarece a operadora.

Mais ainda, é bom destacar “uma oferta completa de serviços de internet fixa, através de equipamentos inovadores como o Giga Router, que oferece velocidades de internet até 1Gbps e Wi-Fi 20x mais rápido; ou ainda o novo Power Wi-Fi, que permite uma melhor cobertura de internet em toda a casa”.

A NOS afirma manter o compromisso de “chegar a cada vez mais portugueses”. Segundo números oficiais, a NOS pretende superior os 4,8 milhões de lares e empresas alcançados em 2020 até ao final deste ano.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.