NOS anuncia investimento recorde e desempenho financeiro positivo

Bruno Coelho
Comentar

Em comunicado, a operadora NOS revelou o seu desempenho financeiro de 2021. O CEO Miguel Almeida afirma que a empresa “obteve um desempenho assinalável” e conseguiu cumprir “em absoluto” os seus desígnios estratégicos.

O investimento realizado pela NOS em 2021 registou números recorde de 570 milhões de euros. Este resultou num reforço da “liderança na qualidade do serviço móvel”, mas também na “capilaridade dos serviço Gigabit fixos”, no 5G, na aposta na digitalização e primeiro lugar do ranking de empresas que mais investem em I&D.

NOS regista forte crescimento de serviços e recuperação na área de cinemas e audiovisuais

No final do ano de 2021, a NOS registava mais de 10,3 milhões de serviços. Entre estes 1,65 milhões eram de televisão paga; 5,35 milhões de serviços móveis, 61,5% destes pós-pagos; cerca de 1,5 milhões dos serviços eram de banda larga fixa.

A operadora vangloria-se ainda por ter sido a grande vencedora do leilão 5G, “com o maior investimento realizado e a maior quantidade de espectro adquirido”. Isto levou a que a empresa fosse a primeira a lançar oficialmente o serviço comercial 5G, a 26 de novembro do ano passado.

No último ano, a NOS refere ainda que “manteve a ambição de fazer crescer a sua rede fixa Gigabit”. Deste modo, o número de casas com acesso a redes de maior largura de banda atingiu 5,12 milhões, dos quais mais de metade cobertas com fibra ótica.

A NOS Cinemas regista ainda que vendeu 3541 milhões de bilhetes em 2021, mais 49,4% face a 2020. Estes valores sustentam-se face ao levantamento gradual de restrições Covid, mas também pelo regresso de blockbusters ao grande ecrã.

Resultados em recuperação da pandemia

"Em 2021, as receitas da NOS registaram um crescimento de 4,6% e atingiram 1430 milhões de euros, valores que consolidam a trajetória positiva de crescimento e a solidez das operações. De realçar o crescimento registado especificamente neste trimestre em comparação com o homólogo, com as receitas consolidadas a crescerem 8,8%”, confirma a operadora.

Os resultados líquidos consolidados situam-se nos 144 milhões de euros. Estes valores comparam-se com os 92 milhões registados em 2020. A dívida financeira líquida situou-se nos 1032 milhões de euros.

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung Galaxy S22 Ultra é posto à prova em teste de dobragem (vídeo)
  • Atenção! Xiaomi Portugal alerta para publicações falsas de contas não oficiais
  • Samsung Galaxy A53 vai desiludir fãs com este pormenor
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.