Nokia 8 HMD Global Android DxoMark Nokia 7 Nokia 6 Android smartphone
A tecnológica finlandesa deixou algo a desejar no teste desta empresa.©reuters

Neste momento o melhor smartphone Android da HMD Global é o Nokia 8. Este é o flagship da empresa finlandesa e, até que surja um Nokia 9 ou 10, continuará a ser o melhor equipamento que esta empresa tem para oferecer. Relembro que esta foi a empresa que ganhou o prémio 4gnews de “Marca revelação” em 2017. Contudo, para a DxOMark deixa bastante a desejar.

Contudo, a nível de fotografia deixará muito a desejar. Pelo menos para os peritos da DxO. Entidade responsável pelos testes conhecidos como DxOMark. Aí, é atribuída uma pontuação aos dispositivos submetidos para avaliação. Neste momento, o melhor que a Nokia e a HMD têm para oferecer está abaixo do Lava Z25. Está acima do Gionee S10L mas mesmo assim deixa muito a desejar.

Vê ainda: 35 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Conseguiu superar a pontuação do Nokia 808 PureView, dispositivo lançado em 2012 e o único outro equipamento da marca finlandesa na base de dados da DxO. Posto isto, está na hora de avaliarmos tudo aquilo que esta equipa de peritos avançou sobre o topo de gama da tecnológica finlandesa.

Nokia 8 passou pela DxOMark, não é o melhor Android para fotografia

De uma forma sucinta, o Nokia 8 é capaz de produzir imagens com uma boa exposição. Geralmente com um equilíbrio de brancos acertado. Já por outro lado, a saturação nem sempre é das melhores e por vezes temos alguma distorção de cor.

Antes de mais, relembrando as suas características, o Nokia 8 é um topo de gama Android. Conta com uma câmara principal dupla de 13 MP. A sua abertura focal é de f/2.0, com os píxeis de 1.12 µm. Conta com deteção de fase e laser para auxiliar na focagem. Estas são as suas armas e poderíamos pensar que seriam mais do que suficientes.

Temos aqui umas óticas (lentes) desenvolvidas em parceria com a Carl Zeiss e estabilização ótica da imagem (OIS). Conta ainda com um flash dual-LED para iluminar as fotografias. Já na sua parte frontal temos uma câmara de 13MP para as selfies com uma abertura focal de f/2.0. O smartphone Android é capaz de gravar vídeo a 2160p@30fps 4K ou então 1080p@30fps (Full-HD).

Outro dos parâmetros avaliados foi o intervalo dinâmico de cores. Este, só é suficientemente bom quando o modo Auto HDR está ativo. Algo que nem sempre se verifica. Nem mesmo quando estamos a fotografar cenários com uma contraste forte. Situação verificada vezes sem conta pelos peritos desta empresa especializada na fotografia e imagem.

Quando a luz escasseia…

Olhando para a avaliação das texturas, do ruído digital, o Nokia 8 ficou bem atrás dos restantes topos de gama Android. A DxOMark aponta a presença de um forte ruído digital (grão). Ruído especialmente forte em áreas de cor sólida e mesmo quanto existe luz em abundância. Já por outro lado, o nível de detalhes cai abruptamente.

Algo que se acentua em cenários de fotografia interior e no geral quando há pouca luz. A menos que o cenário seja bem iluminado, os detalhes acabam por ser escassos e a foto demasiado suave. Em seguida temos um exemplo das imagens capturadas durante o teste da DxOMark.

Smartphone Android da HMD não surpreende no teste da DxOMark

Nokia 8 Android DxoMark HMD
Quando a luminosidade diminui, os detalhes começam a desvanecer. Esta foi uma das conclusões da DxoMark

A DxOMark continua. Salienta como aspecto positivo a capacidade de auto-focagem do Nokia 8. Pelo menos na maioria das ocasiões. Contudo, revela-se lento quando este Android enfrenta cenários de baixa luminosidade. Isto significa que poderás encontrar alguma lentidão ao focar uma fotografia quando existe pouca luz disponível. Já para não falar em fotografia noturna.

Os peritos da DxOMark referem ainda que o flash dual-LED consegue criar condições decentes de exposição e cor. Contudo, em alguns retratos isto acaba por causar o típico efeito de “Olhos Vermelhos”.

Já quando ampliamos um pouco a fotografia, uma vez que o Nokia 8 não tem uma lente dotada de telezoom, mal ampliamos a foto começamos a perder qualidade. Neste segmento o Nokia 8 da HMD Global não pode sequer competir com os rivais Android dotados de uma lente deste género. Veja-se o OnePlus 5.

Modo retrato no Nokia 8 da HMD é bastante positivo segundo a DxOMark

Nokia 8 Android DxoMark HMD
Este dispositivo é capaz de bons resultados no modo retrato. Contudo, as arestas nem sempre ficam bem isoladas. Ocorre algum “bleeding”.

Já por outro lado, o efeito bokeh, o desfoque do fundo e isolamento do motivo central, apesar de não ser o melhor na sua classe, é decente. Aqui, a DxOMark mostrou-se satisfeita com a performance do Nokia 8. Mesmo assim, por vezes temos alguma perda de detalhe nas arestas e contornos.

Pontuação global de 68 pontos para o Nokia 8

Já a nível de vídeo, com o Nokia 8 da HMD Global, os principais pontos contra, segundo a DxOMark prendem-se com a dificuldade de estabilização da gravação. Também a focagem automática em vídeo apresenta algumas dificuldades.

Este Android porta-se pior ao gravar vídeo à noite ou com pouca iluminação. Em jeito de comparação, o Nokia 8 da HMD Global está ao mesmo nível do Samsung Galaxy S6 edge. Um smartphone Android quase com 3 anos no mercado.

Em suma, a DxOMark deu 68 pontos ao Nokia 8 da HMD Global. No departamento de fotografia atribuiu-lhe 72 pontos ao passo que na captura de vídeo deu-lhe uns meros 62 pontos. Note-se que a escala da DxOMark não termina nos 100 pontos.

E tu, tens um destes dispositivos? Qual a tua opinião sobre a sua câmara?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S9 – imagem real confirma especificações deste Android

OnePlus 6 com Snapdragon 845 já tem data de lançamento

Xiaomi – Quão importante é o Android Oreo se tens a MIUI?

Fonte | via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).