Netflix perderá 30% dos seus utilizadores sem conteúdo da Disney

Pedro Henrique
Comentar

A Netflix prepara-se para enfrentar um período conturbado desde que se tornou uma marca (e empresa) poderosa no mercado em que se situa. Tudo devido ao facto da Disney poder fazer-lhe verdadeira concorrência no final deste ano.

Assim, um estudo conduzido pelo The Hollywood Reporter, a par da Morning Consult, acabou por assinalar que cerca de 28% da amostra de 2200 pessoas mudaria, à data de hoje, a sua assinatura Netflix para a concorrente? Porquê? Porque a primeira perderá, nesse momento, o conteúdo da Marvel, Star Wars e Pixar.

Netflix

Do total de entrevistados, 22% afirmou que trocaria de serviço pela perda dos fimes de Avengers, Iron-Man ou Black Panther e, por outro lado, 20% referiu o mesmo se ficasse impedido de assistir aos vários episódios de Star Wars. Infelizmente, o mesmo pode acontecer com conteúdos da Warner, presentes na Netflix.

Um ano que não se antevê nada fácil para a Netflix...

Isto porque, com base em declarações do CEO da AT&T, a mesma poderá criar a sua própria concorrente aos dois serviços já mencioados. Portanto, uma série como Friends sairia do seu catálogo, algo que poderia acontecer com tantas outras. E claro, isso não é algo que os utilizadores da Netflix procurem, nem tampouco a própria empresa.

Assim, 2019 parece cada vez mais desafiante para a empresa norte-americana. Numa altura em que regista já uma grande presença no mercado, a mesma terá de perceber de que modo poderá canalizar o seu investimento para que a base de utilizadores não diminua. Até agora, os responsáveis pelo futuro da Netflix têm optado por investir na criação de conteúdo original.

Todavia, haverá um momento em que talvez seja mais coerente investir na aquisição de rivais já presentes no mercado, como é o caso da HBO. Ainda que pareça impossível, pelo menos para já, é algo inevitável e que sucederá devido à maturidade do mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte | Via

Comentar
Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.