Netflix é forçada a exibir um mínimo de 20 canais estatais na Rússia

Rui Bacelar
Comentar

A maior plataforma mundial de streaming online de filmes e séries está disponível em virtualmente todos os pontos do globo. No entanto, para operar num determinado país carece das necessárias licenças e acordos de operação que, no caso da Rússia, vinculam a plataforma ao cumprimento de algumas condições peculiares.

Por exemplo, ao viajar para outro país, mesmo na União Europeia, o catálogo de filmes e séries online diferirá (algo que a União pretende uniformizar num futuro próximo). Dito isto, cada nação apresenta um determinado catálogo de conteúdos, por norma diferente do que temos no nosso país de residência.

Canais de televisão estatal constarão do catálogo Netflix na Rússia

Isto é, determinados conteúdos como filmes e séries que temos em Portugal não estarão disponíveis na Áustria, por exemplo. Além disso, em várias nações europeias as autoridades locais instam a plataforma a alocar uma percentagem do seu catálogo às produções nacionais como forma de divulgar a respetiva cultura e indústria.

No entanto, certos Estados levam este preceito mais além que outros. Tal é o caso da Rússia que, tal como avança a publicação The Moscow Times, obrigará a plataforma norte-americana a disponibilizar canais de televisão aos seus clientes russos.

Trata-se de uma imposição sem precedentes à plataforma de streaming de filmes e séries que não é estranha a controvérsias em terras russas. A propósito, ainda recentemente a empresa enfrentou investigações públicas por suposta violação da lei "anti-LGBT" ao cometer "propaganda gay" em algumas das séries do seu catálogo. O caso foi então avançado pela publicação Engadget.

Sintetizando, o órgão regulador dos serviços de Internet e TV da Rússia, o Roskomnadzor, impôs à Netflix a obrigação de exibir pelo menos 20 canais de TV estatal. Entre estes consta a estação de notícias NTV, bem como o Channel One, além do SPAS, entre outros.

Somente obedecendo a estas imposições pode a Netflix continuar a operar no território russo no dealbar do novo ano de 2022.

Editores 4gnews recomendam:

  • Waze deixa milhares de utilizadores sem informações de radares em Portugal
  • Apple quer dar nova vida ao carregamento sem fios no iPhone e iPad
  • Samsung marcou data para a apresentação do processador dos Galaxy S22
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com