NBA 2K18
NBA 2K18 também marcará presença na Nintendo Switch

Está em preparativos o lançamento de NBA 2K18 para a Nintendo Switch que acontecerá em setembro deste ano. A grande novidade desta versão é que a Amiibo poderá dar um apoio a este título.

A última vez que um nome NBA 2K foi lançado para consolas Nintendo foi aquando o lançamento de NBA 2K13 para a Wii U. Por isso mesmo, este lançamento é muito aguardado por fãs das plataformas Nintendo e de NBA.

Vê ainda: Habilita-te a ganhar um Huawei P10 no Patreon da 4gnews

   

Porém, correm rumores que poderá estar a haver uma ajuda externa para esta versão de Nintendo Switch. Isto não significa que teremos o Stephen Curry em versão boneco da amiibo agora, mas poderá querer dizer que já existem estudos e bases construídas da amiibo que poderão comunicar com o jogo.
Aqui está uma clara aposta da gigante empresa japonesa nos seus amiibo, depois de os apresentar no E3. Estes amiibo são bonecos que por fora parecem completamente normais, mas que na base têm sensores que, quando aproximados nas consolas, irão comunicar com elas. Aparecendo informações de onde o boneco pertence na tela do jogo.

Até que ponto bonecos Amiibo poderão ajudar em NBA 2k18 para Nintendo Switch

O NBA 2K18 sairá a 19 de setembro para PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, Nintendo Switch e PC. Haverá também duas edições que poderão comprar: a edição do jogo normal ou a legend edition, que virá com muito conteúdo especial.

Agora resta esperar por esta parceria. Isto porque muitos fãs poderão não gostar de ter presenças como Mário dentro do jogo. A Nintendo tem algo sensível em mãos, mas já é uma noticia muito boa este jogo sair para as suas consolas.

Outros assuntos relevantes:

Está muito próximo o casamento entre Spotify e Xbox One

Assassin’s Creed Origins: será possível domesticar animais

Google Pixel 2 – Qual será a melhor cor para este smartphone?

FonteHeavy.com
Desde novo de comando(s) na mão de todo o tipo de consolas e plataformas. Estudante de ciências socias e interessado no mundo das artes. E, como é claro, em vídeojogos.