Acer-Liquid-Jade-2_4

A Acer é uma marca já bem conhecida no mundo da informática pelo seu hardware. Pessoalmente nunca fui grande fã desta marca, contudo sei que muita gente até gosta dos seus produtos. Mas como tantas outras marcas, a Acer decidiu apostar no mercado dos smartphones, possuindo ofertas tanto para os amantes de Android, como para os amantes de Windows Mobile.

Aproveitando o decorrer da MWC 2016, a empresa de Taiwan apresentou mais um equipamento, o Acer Liquid Jade 2, que se destaca pela sua memória híbrida de 1TB. Isso mesmo, não é nenhum erro de escrita da minha parte, são o equivalente a aproximadamente 1000GB de armazenamento.

   

Mas afinal de contas que negócio é esse de 1TB de armazenamento híbrido? Passando a explicar, este Liquid Jade 2 vem com um módulo de armazenamento interno de 32GB, mas os restantes, até completarem o 1TB, são oferecidos em armazenamento cloud ou na nuvem. Sim é um conceito bastante idêntico ao já utilizado no Nextbit Robin, mas que pode muito bem ser um padrão futuro.

Olhando agora para as restantes especificações que compõem este Acer Liquid Jade 2, o mesmo possui um ecrã 2.5D AMOLED de 5.5 polegadas Full HD, um processador Snapdragon 808, 3GB de RAM, uma câmara principal de 21MP, com focagem automática e gravação de vídeo até 4K, e uma frontal de 8MP. Ele possui ainda a tecnologia DTS Headphone X, que irá providenciar uma melhor experiência e qualidade de som com quaisquer headphones que venham a ser utilizados em conjunto com o equipamento.

Ao nível do sistema operativo, infelizmente a Acer não especificou qual o eleito para este Liquid Jade 2, porém todas as apostas recaem sobre o Android 6.0 Marshmallow.

Outros pormenores que não foram adiantados no momento da apresentação do equipamento foram a sua data de comercialização e respetivo preço.

Temos aqui mais um equipamento com umas especificações muito boas, um espaço de armazenamento que chega e sobra, restando agora saber até onde a Acer irá esticar a corda no preço do mesmo.

Mais novidades da #MWC16:

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.