Motorola Moto G5

Boas notícias para todos os fãs da Motorola, a sua crise de identidade chegou ao fim! No ano passado a sua dona, Lenovo, estava indecisa quanto ao que fazer à Motorola. Uma das opções seria deixar cair este nome, optando por uma nova nomenclatura “Moto by Lenovo”. Restava ainda saber como é que a gigante chinesa iria lidar com toda a infraestrutura e smartphones da linha Moto.

Face aos maus resultados nas vendas, exceptuando-se alguns mercados como o brasileiro, a Lenovo renovou a sua chefia e com esta nova equipa mudou-se a postura face à Motorola. Doravante, em vez de tentar suprir o icónico nome, a Lenovo colocará o logótipo da Motorola em tudo o que puder. Afinal de contas, esta foi a marca que inventou o telemóvel, haja respeito à sua memória e ao seu legado.

   

Aproveita aqui os melhores descontos em Smartphones

Os últimos anos foram muito conturbados para a Motorola e, finalmente em 2016, segundo as palavras do atual presidente da marca, Aymar de Lencquesaing, “Agora sabemos como nos apresentar e qual é a nossa identidade”.

Novo rumo para a Motorola

Os seus planos incluem um grande reforço da sua linha mais promissora, os Motorola Moto Z com a sua ideologia modular bem sucedida. De facto, para além de incentivarem o público a criar novos Moto Mods, a marca está a tentar dar a conhecer às massas este novo conceito. Especialmente nos Estados Unidos da América onde a marca ainda é tida com bastante carinho.

Motorola pode aproveitar o revivalismo da Nokia e BlackBerry

A Motorola pode estar no caminho certo e acredito que o futuro lhe volte a sorrir. Veja-se o Mobile World Congress 2017 que ontem terminou.

Note-se a nostalgia que marcou todo este congresso onde nomes como a Nokia a BlackBerry reavivaram velhas chamas e nos deixaram com vontade de comprar estas relíquias com nova cara e capacidades atualizadas.

A Motorola é uma marca com grande tradição e que outrora simbolizou qualidade e inovação. Descarta-la ou subjuga-la para um lugar secundário foi a pior decisão que a Lenovo poderia ter tomado. Felizmente já se aperceberam do erro, espero que ainda a tempo de evitar um mal maior.

Vê também: Moto G5 – Todas as novidades de um terminal concebido para o Brasil

A Motorola precisará de muito investimento e de uma gestão cuidadosa, bem como a Lenovo. Veja-se a sua queda acentuada no mercado dos dispositivos móveis, tendo sido ultrapassada por construtoras chinesas como a Huawei e a Oppo, de acordo com os dados da agência Gartner.

O nome Motorola voltará à ribalta

Está traçado um novo rumo dentro da Lenovo, optando a marca por utilizar o nome Motorola em todos os seus próximo grandes lançamentos.

Veja-se o mercado brasileiro onde Motorola é sinónimo de smartphone bom e barato. Contudo, esta adopção será gradual visto que em certos mercados como o russo, o nome Lenovo tem bastante peso e o da Motorola nem por isso.
Em Portugal a Motorola terá a competição dura da Samsung com os seus Galaxy A 2017, da Huawei com os novos P10 e de jovens marcas como a BQ, Wiko e tantas outras que almejam dominar o segmento de gama média, o principal palco dos Motorola Moto G.

Vê também: Google Assistant já está disponível nos smartphones elegíveis

Peço agora a tua atenção para o seguinte ponto. A Lenovo é uma marca chinesa e, como tal, em primeiro lugar terá de se preocupar com o seu mercado natal. Aí a Lenovo vende smartphones sob três nomes: Zuk, Motorola e em nome próprio.  Ora, a Lenovo planeia re-introduzir a Motorola no mercado chinês e, gradualmente, deixar cair os outros dois nomes.

Os promissores Moto Z

Algo que merece especial atenção é o fenómeno Moto Z. Veja-se, por norma as vendas de um determinado equipamento atingem um grande pico logo após o seu anúncio e consequente chegada às lojas. Números que começam gradualmente a abrandar à medida que os consumidores parte para a próxima novidade.

Motorola Moto Z
Ashton Kutcher na apresentação do Motorola Moto Z

Ora, esta é a regra e o Moto Z é a excepção! Com efeito, as vendas do Moto Z começaram a aumentar com o tempo. De acordo com o presidente da marca, este facto deve-se ao interesse e curiosidade gerada pelos Moto Mods. Segundo ele, em média, cada comprador do Moto Z comprou também, pelo menos, um Moto Mod.

Esta ideologia modular conseguiu prender as atenções dos entusiastas de tecnologia e, melhor ainda, do consumidor comum. Face a tamanho sucesso, a marca apresentou no passado domingo em Barcelona, novos Moto Mods. Desde uma capa com bateria para o Moto Z, uma capa que acrescenta carregamento sem-fios. Até mesmo um controlador para jogares com o teu smartphone.

A grande aposta da marca continuará nos Motorola Moto Z, excelentes smartphone per se e que podem ser personalizados, ou a sua produtividade aumentada com uma simples capa (Moto Mod). Sem esquecer também a importância do marketing em novos mercados, uma área em que a construtora apostará mais, doravante.

Os Moto 360 desapontaram

A Motorola foi uma das primeiras construtoras a apostar na plataforma Android Wear da Google e note-se que o Moto 360 original foi extremamente bem recebido. Longe de ser perfeito, a sua qualidade de construção e design redondo fizeram dele um best-seller. Contudo, os números não justificam uma nova aposta da marca neste tipo de produtos.
De acordo com o presidente da marca, os relógios inteligentes não estavam a gerar receitas suficientes para continuarem a desenvolver novos equipamentos. Numa altura em que a LG e a Huawei lançaram novos smartwatches, os Moto 360 ficam em stand-by.

Os próximos meses, e anos, serão de bastante trabalho para que esta marca volte a ser associado à inovação e qualidade premium que outrora a caracterizaram. Seja como for, o novo rumo da Lenovo promete reavivar esta velha glória!

Outros assuntos relevantes:

O preço mínimo do LG G6 será superior a 700€ no mercado europeu

Samsung Galaxy S8+ é revelado em novo vídeo

Apple iPhone SE com 128GB pode ser apresentado já em Março

Viaphonearena
Fontecnet
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).