Motorola garante que o Razr 2019 pode dobrar-se durante vários anos!

Vitor Urbano
1 comentário

O Motorola Razr 2019 foi um dos smartphones mais falados durante os últimos meses, sendo o primeiro smartphone dobrável a chegar com um formato "concha".

No entanto, depois do grande hype gerado em torno da sua chegada ao mercado, acabou por ver-se envolvido numa grande polémica depois de um teste de resistência da CNET apresentar resultados assustadores!

Durante o teste, o Motorola Razr 2019 conseguiu apenas sobreviver a pouco mais de 27 mil dobragens, acabando com o seu mecanismo praticamente inutilizável. As reações a este teste foram tão negativas que a fabricante viu-se obrigada a comentar de imediato.

Motorola afirma que o teste da CNET não foi de todo adequado!

Em primeiro lugar, a Motorola afirmou que a máquina utilizada pela CNET para realizar o teste de resistência, não é adequada para ser utilizada no Razr 2019.

Os argumentos utilizados parecem ser realmente válidos, pois o "FoldBot" dificilmente consegue reproduzir dobragens que representem a sua utilização diária por uma pessoa.

Além disso, o FoldBot em nenhuma ocasião fechou por completo o Motorola Razr 2019 e a marca afirma que o facto de não deixarem o smartphone abrir e fechar como "é suposto" acaba por colocar demasiada pressão no mecanismo.

Testes realizados pela Motorola representam de forma mais realista utilização diária

Como podemos ver no vídeo em cima, o FoldBot utilizado pela CNET é realmente muito agressivo na forma como abre e fecha o smartphone. Além disso, faz sentido que o facto de não completar o movimento acabe por causar uma pressão indesejada em todo o mecanismo.

Revelando aos seus utilizadores um dos vários testes realizados, a Motorola publicou um vídeo onde mostra uma das suas máquinas de teste de resistência.

Como podemos ver no vídeo, esta máquina permite que o smartphone seja fechado e aberto por completo em todas as vezes. Além disso, todo o movimento é feito de forma muito mais suave e natural.

Ainda que por vezes os utilizadores possam abrir/fechar o Motorola Razr 2019 de forma um pouco mais agressiva, garantidamente que não irão ter um "ataque de fúria" sempre que forem utilizar o seu smartphone que custa 1400 dólares.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.