Motorola atrasou o lançamento Motorola Razr 2019 mas por boas razões!

Filipe Alves
Comentar

A Motorola decidiu atrasar o lançamento para o mercado do seu Motorola Razr 2019 devido à grande demanda que o novo smartphone está prestes a receber.

A Motorola esperava que o sucesso do novo Motorola Razr 2019 fosse garantido, contudo, não tinham ideia que tantas pessoas estariam dispostas a pagar 1600€ por equipamento de gama média.

Motorola Razr 2019 sem datas para chegar ao mercado

A ideia inicial seria abrir as pré-vendas do smartphone já em dezembro e lançamento para o mercado em janeiro com a entrega das pré-compras.

Contudo, a demanda parece que será maior do que o antecipado e de forma a não criar "esgotados" a Motorola quer construir mais terminais para servir os mais entusiastas da marca e do terminal.

Num comunicado referido à Bloomberg a Motorola referiu: "A Motorola decidiu ajustar a pré-venda e o tempo de lançamento do Razr para atender melhor à demanda do consumidor." (...) "Estamos a trabalhar para determinar a quantidade e o cronograma adequados para garantir que mais consumidores tenham acesso ao Razr no lançamento"

O sucesso do Razr 2019 não espanta

Motorola Razr

A Motorola foi uma das fabricantes que ouviu o público. Ademais, acabou também por trazer um dos smartphones mais populares da década passada.

Ao juntar o útil ao agradável, a fabricante criou um smartphone impossível de resistir. Podemos até criticar as suas especificações de gama média, porém, não podemos sequer criticar o design e tecnologia de ecrã do dispositivo.

Parta quem está farto de smartphones grandes com o ecrã sempre exposto ao perigo (e constantemente partido), este novo Motorola Razr 2019 é um sonho tornado realidade. Uma pena apenas o seu valor alto. Esperemos que a tecnologia evolua ainda mais para que os preços baixem.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.