15310267_10206415308656090_1685880663_n

Entrando no ultimo mês de 2016, é possível dizer que o Moto Z foi um dispositivo de sucesso e representou bem a Lenovo no mercado dos dispositivos móveis. Dado o inquestionável sucesso do terminal, a Lenovo quererá naturalmente tirar o máximo proveito do mesmo e aproveitar aquilo que o caracteriza e distingue da competição: os Moto Mods.

Novos módulos estão a ser preparados, como o Mophie, uma bateria de 3000 mAh em forma de módulo, mas a Lenovo quer, tal como dito acima, tirar o máximo proveito e vantagem desta tecnologia. Claramente levando toda a potencialidade da tecnologia modular para o outro nível, John Touvannas, diretor de gestão do produto da Lenovo, acredita que os aproveitando este sistema característico do Moto Z, poderemos um dia ver chegar um ecrã secundário e até mesmo um modem 5G.

   

“Sem ter de aguardar pelos dispositivos de próxima geração que trarão novas tecnologias e capacidades, podemos chegar lá mais rapidamente através dos módulos” – John Touvannas

Ver também: Samsung poderá ser a fornecedora dos painéis OLED para o iPhone 8

A ideia agradará certamente aos utilizadores do Moto Z, que não terão de investir num novo dispositivo para usufruir de nova tecnologia, neste caso, velocidades melhoradas de dados móveis. Este novo módulo teria, naturalmente, de ser do agrado dos fãs do dispositivo e confortável de usar, o que, por si só, é naturalmente um ponto de discussão.

Muitos serão ainda cépticos quanto ao uso de módulos, seja pelo desconforto ou mas também inconveniência de os usar, mas ao que a Motorola apurou, à volta de metade dos utilizadores do Moto Z utilizam diariamente pelo menos um módulo. O Moto Mod mais usado é desde logo o modulo de bateria, que muitos acharão de facto conveniente, sendo que o módulo para a câmara e o curioso módulo Insta-Share Projector são os que se seguem entre os mais usados.

É bom ver que a Lenovo está a apostar a bom ritmo na tecnologia modular e a fazer bom uso disso, pretendendo mesmo, a partir de meados de 2017, começar a lançar quatro novos mods a cada trimestre. Algumas marcas como a LG tentaram uma solução similar, apesar de não ter a conveniência e os resultados que a Lenovo conseguiu extrair com o Moto Z, pelo que nos deixará bastante agradados ver até onde poderão chegar os terminais Moto com esta tecnologia.

Talvez queiras ver:
Misterioso Honor 6S cai em leak e revela todo o seu design
Windows 10 conta com quase 25% de Market Share
Samsung: equipamentos de gama média e baixa com ecrãs curvos?