Moto E3 (1)

O mais recente Moto E3, apresentado ontem pela Motorola, está longe de ter o mesmo impacto que os outros Moto E por algumas simples razões.

Quando a Motorola anunciou o Moto E a filosofia seria dar-nos uma gama-baixa com software stock Android e atualizações rápidas e constantes.

   

Vê ainda: O nosso Sol visto de outros planetas é fantásticoMoto E3 1

Passaram 3 anos e depois da venda da Google à Lenovo todos sabemos que essas foram falsas promessas. Tanto os Moto E como os outros Moto estão longe de ser os primeiros a receber as atualizações e as especificações que dão no mais recente Moto E simplesmente não são prometedoras de bom futuro.

O terminal conta com um ecrã de 5″ polegadas HD, câmara de 8MP, processador Quad-Core (sem anunciar qual) nem informações sobre a RAM do terminal. Só isto chega para ilustrar um fracasso.

Continuo à espera que esta minha teoria esteja errada, mas a Motorola liderada pela Lenovo deixou os ideais para trás na sua compra.

Os terminais Moto Z ou mesmo os novos Moto G4 são excelentes compras, em contrapartida, comprar um Moto E3 em 2016 parece-me um tiro no pé, principalmente quando temos excelentes gama-média, em lojas online, pelos mesmos 130€ que este smartphone será comercializado. Ou quando podemos juntar mais uns trocos que seja e comprar um Honor 5X ou mesmo um Bq X5 que são garantidamente um melhor investimento.

Talvez queiras ver:

 

ViaPhonearena
FonteEngadget
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.