Modem 5G da Apple estará ainda a vários anos de distância

Carlos Oliveira

Um novo relatório do The Information sustenta que os modems 5G da autoria da Apple ainda demorarão a chegar ao mercado. Segundo que o é referido, estes chips não estarão concluídos antes de 2025.

Uma calendarização que vai muito para além de 2021, que era a primeira data adiantada para a concretização deste processo. A ser tudo isto verdade, a empresa de Cupertino ficaria ainda mais distante da concorrência caso decidisse optar apenas pelos seus próprios modems 5G.

Apple Store

Posto isto, o entendimento feito recentemente com a Qualcomm era quase indispensável para a tecnológica de Cupertino. Só assim é que a Apple conseguirá entrar no mercado do 5G atempadamente, mesmo que isso tenha significado perdas milionárias para a empresa.

Acordo entre Apple e Qualcomm era quase inevitável

Para além disso, o acordo de seis anos celebrado entre a Apple e a Qualcomm dará mais tempo para a primeira desenvolver o seu próprio produto. Por conseguinte, a Apple não tem qualquer pressa em concluir o desenvolvimento dos seus modems 5G.

Os modems da Intel não pareciam cumprir com os parâmetros requeridos pela empresa de Cupertino. Assim sendo, a Apple deparou-se com o cenário de estar mais seis anos sem entrar na corrida pelo 5G ou então tentar um acordo com uma das suas maiores rivais. Como sabemos, o último cenário foi aquele que prevaleceu.

iPhone

Relações entre Intel e Apple não estarão nas melhores condições

A qualidade dos modems da Intel foram determinantes para o rompimento do acordo entre esta e a Apple. No entanto, as coisas entre ambas já não estavam nas melhores condições.

O mesmo relatório do The Information adianta que a Aplpe está descontente com a Intel por causa dos seus processadores empregues nos Mac. Um problema que tem sido já tema de notícia por várias vezes.

Nesse sentido, a teoria de que a Apple irá optar pelos seus próprios processadores começa a ganhar cada vez mais força. Muitas fontes acreditam que essa transição possa ocorrer já no próximo ano.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.