O Windows para smartphones vai sofrendo as suas evoluções ao longo do tempo, para melhor ou para pior. A questão é saber porque é que essas mudanças – na maioria positivas ao longo do tempo -, desde o Windows Phone ao Windows (10) Mobile, não cativam o público como deveriam.

Pois bem, para responder a essa questão há várias respostas possíveis. Contudo, o mesmo não se sucede com a falta de empenho – talvez a palavra não mais indicada – praticada pela Microsoft. De facto, em alguns contextos, com base em atitudes praticadas pela empresa de Redmond, é ela própria que não permite a evolução desta plataforma tão promissora.

   

A mais recente notícia, refere que o desenvolvimento da aplicação Minecraft Pocket Edition ficará por aqui. Deste modo, a versão de bolso de um dos jogos mais famosos da atualidade – também disponível para iOS e Android – não terá mais atualizações para Windows (Phone 8.1 e 10 Mobile).

Isto porquê? De acordo com a Microsoft, os recursos e investimentos aplicados nessa aplicação não são economicamente compensados pela tão pouca utilização a ela associada.

Porém, para quem tem interesse na aplicação, ela continuará na Windows Store. Contudo, ela ficará obsoleta com o passar do tempo. Isto é, de alguma forma, bastante grave para a plataforma e, como é óbvio, para os utilizadores. Se um jogo de uma empresa pertencente à Microsoft acaba com o suporte do mesmo para a plataforma dessa, porque não farão os utilizadores exatamente o mesmo? É uma questão complicada.

Talvez queiras ver:

Sony marca apresentação oficial para a MWC17

Galaxy S8: Parte frontal dos sucessores dos Galaxy S7 aparece em “leak”

“iPhone X” com ecrã 5.8” OLED? Analista diz que sim