Minecraft é agora o videojogo mais vendido de sempre

Filipe Alves
Comentar

O Minecraft completou dez anos, mas não se ficou por aí. O jogo que agora é detido pela Microsoft registou, igualmente, um marco enormíssimo na história dos videoojogos, tornando-se o título mais vendido de sempre.

De facto, é impressionante. Se até aqui, durante muito tempo, foi o famoso Tetris o dententor do troféu, agora é o título detido pela Microsoft, desenvolvido pela Mojang o jogo de vídeo mais vendido de sempre. A diferença é de agora 6 milhões de cópias, na medida em que o Minecraft reúne mais de 176 milhões de cópias vendidas.

Minecraft Tetris Microsoft

O mais interessante, por sua vez, tem que ver com o complemento que torna a notícia ainda mais interessante, isto é, o lançamento de uma nova versão baseada em Realidade Aumentada, tal como poderás encontrar no seguinte artigo. Presente no Xbox Game Pass, Minecraft tem tudo para ser jogado por ainda mais pessoas.

Um jogo mais que vendeu mais que qualquer outro!

Aliás, o Minecraft China Edition já ultrapassou a marca de 200 milhões de jogadores. A versão Standard, tal como mencionado anteriormente, pode ser experimentada por apenas 1€ através do serviço de subscrição da Xbox. E claro, a partir daí pode testar-se aquele que é um jogo que todos conhecem, que jogaram ou jogam.

Ao que parece, não há melhor momento para fazê-lo do que agora, tendo em consideração a novidade que poderás ver através do vídeo no final do artigo. Atualmente com uma pequena promoção,Minecraft permite que explores mundos gerados aleatoriamente e construas coisas espantosas, tudo fruto da tua imaginação.

No fundo, é um jogo que só o tempo terá como barreira à criatividade na concepção de tudo aquilo que pretendas fazer e partilhar.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.