Microsoft vai investir na compra de mais estúdios de videojogos de renome

Abílio Rodrigues
Comentar

O ano que passou foi de grande sucesso para a Microsoft com o lançamento das suas consolas de nova geração e a notícia da aquisição milionária da Bethesda, um dos maiores estúdios de videojogos do planeta. Segundo os executivos da companhia essa estratégia de aquisições é para manter, por isso podemos esperar grandes novidades para breve.

A notícia da compra da Bethesda por parte da Microsoft surpreendeu a indústria, já que a companhia tinha por hábito adquirir estúdios mais pequenos ou até produtoras independentes para reforçar as ofertas do catálogo Xbox.

Microsoft tem muito dinheiro para gastar

Uma aquisição como a Bethesda implica um investimento consideravelmente diferente, que chegou mesmo aos 7.5 mil milhões de dólares. O negócio revela também que a Microsoft tem dinheiro para gastar e vai continuar a abrir a carteira para poder concorrer com os exclusivos oferecidos pela concorrência.

Neste momento é difícil dizer quais os estúdios que estão na mira destes tubarões, mas parece certo que 2021 será ano de enormes surpresas e muito investimento nos videojogos.

Correm rumores de uma possível investida da Microsoft na Rockstar Games, mas a verdade é que seria difícil a Take-Two Interactive abrir mão do seu principal estúdio. Só a franquia Grand Theft Auto por certo valeria bem mais do que os números envolvidos na aquisição da Bethesda.

Todavia, se há empresa com capital suficiente para provocar semelhante terramoto seria a Microsoft, e olhando para os possíveis lucros futuros até que não seria mal pensado.

Segundo rumores com origem em pessoas com acesso a informações privilegiadas dentro da indústria de videojogos, várias empresas de grande capital estão a estudar a compra de estúdios de desenvolvimento.

2021 será ano importante para a indústria

Para além da Microsoft fala-se de investimentos por parte da Amazon, Google e, claro, a Sony. As duas primeiras estão a dar passos certos através de serviços de streaming de videojogos, com a Sony a certamente desejar cimentar a sua posição de liderança de mercado.

Quem acaba por sair beneficiado desta situação é o consumidor, que pode desta forma ter acesso a ofertas mais variadas independentemente das suas plataformas de eleição.

Fica ainda aguçada a curiosidade para ver como todo o panorama atual será alterado por estas movimentações e pelos potenciais impactos de 12 meses difíceis marcado por uma pandemia.

Editores 4gnews recomendam:

  • Asus ROG Phone 5 revela pequena surpresa em primeiro vídeo hands-on
  • Android 11 tem bug de longa data que é um pesadelo para os gamers
  • PS5: nova campanha PlayStation com grandes jogos a menos de €20!
Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.