Microsoft tem a solução para o grande problemas dos smartphones dobráveis

Carlos Oliveira
Comentar

Uma patente recentemente submetida pela Microsoft poderá solucionar um dos problemas que comprometem a durabilidade dos smartphones dobráveis. A empresa norte-americana pretende preencher as dobradiças desses dispositivos com líquido ou gás.

Com esta abordagem, a Microsoft pretende reduzir a pressão colocada nos ecrãs sempre que estes são dobrados. Adicionalmente, irá prevenir que detritos possam entrar nas dobradiças e assim comprometer a sua integridade.

Patente Microsoft

Estes dois pontos são já muito animadores, mas esta tecnologia permite ainda que o ecrã em causa possa ser dobrado em vários ângulos. Ou seja, para além de lhe conferir mais resistência, potencia novos conceitos.

Esta tecnologia poderá ser utilizada por qualquer empresa

O facto de esta patente ter sido submetida pela divisão de licenciamento de tecnologia da Microsoft é muito relevante para a sua aplicação. Tal significa que este género de dobradiça poderá ser utilizada em qualquer equipamento do mercado, não apenas nos Surface.

Ao contrário do que acontece muitas vezes, esta patente poderá ser utilizada pela Microsoft, Samsung, Huawei, Apple ou outra qualquer empresa do ramo. Naturalmente, desde que a Microsoft receba uma compensação monetária pela sua utilização.

Esta poderá ser uma das soluções que tanto precisamos para os smartphones dobráveis. Casos com o do Samsung Galaxy Fold são um claro exemplo do quão frágeis são, por enquanto, as técnicas de dobragem dos ecrãs destes equipamentos.

Um dos problemas que assolou o dispositivo da Samsung foi precisamente a entrada de detritos na dobradiça do Galaxy Fold. Isto para não falar nos vincos que se formaram no ecrã derivado à constante dobragem desse componente.

A submissão desta patente não é sinónimo da sua aplicação no mercado. Este documento significa apenas o registar de uma ideia e que a mesma não possa ser utilizada por outra empresa sem que a Microsoft receba os devidos louros.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.