Microsoft ridiculariza MacBook Pro da Apple em novo anúncio

Bruno Coelho
Comentar

Durante este mês de janeiro, a Microsoft lançou o Surfaca Pro 7 Plus. Esta é uma versão melhorada do Surface Pro 7 lançado em 2019, que a Microsoft comparou com o MacBook Pro no seu mais recente vídeo.

A tecnológica norte-americana colocou lado a lado o Surface Pro 7 e o mais recente MacBook Pro. No curto vídeo de 30 segundos publicado no canal de YouTube dos Microsoft Surface, o Pro 7 é descrito como “a melhor escolha”.

Microsoft ridiculariza MacBook Pro com as vantagens do Surface Pro 7

No vídeo vemos um jovem a destacar o que o Surface Pro proporciona de bom, como o ecrã tátl e suporte para caneta, que o MacBook Pro não tem. É também destacado o teclado destacável e é afirmado que é um produto mais indicado para jogos.

“Apenas o Surface Pro 7 tem a versatilidade e portabilidade de um tablet e um portátil. Com funcionalidades como o ecrã tátil, teclado destacável e caneta, e poder suficiente para correr as tuas apps favoritas - podes trabalhar ou jogar onde quiseres. O Microsoft Surface Pro 7 tem tudo o que precisas para fazer o que amas”, pode ler-se na descrição do anúncio.

A Microsoft tem razão? Provavelmente não

O Microsoft Surface Pro 7 profetiza aquilo que a empresa pretende com esta linha de produtos: versatilidade. E embora o faça de maneira diferente, o que a Apple tem mais perto disto é um iPad Pro com Apple Pencil e Magic Keyboard.

Como não se pode comparar o incomparável, o mais recente MacBook Pro com processador Apple M1 tem um desempenho bastante superior. E no final do dia, quem quiser uma máquina para trabalhar com uma bateria estupenda, saberá que o Surface Pro 7 pode não ser bem "a escolha certa".

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.