comscore comscore
Home Informática

Microsoft remove página das limitações do Windows 10 em ARM

Uma decisão muito estranha.

Microsoft Windows 10 ARM
O que terá motivado esta remoção?

A Microsoft uniu-se recentemente à Qualcomm para o desenvolvimento do Windows 10 com processadores ARM. Uma experiência que será bem diferente daquela que temos hoje com este sistema operativo. Tudo pelas diferenças inerentes à arquitetura do processador utilizado.

Foram muitos os que imediatamente associaram este Windows 10 em ARM a um renascer do Windows RT. Uma versão do sistema operativo da Microsoft bem mais limitada do que aquele que utilizas no teu PC normal com processador Intel ou AMD.

Vê ainda: Google Play Store: 23 apps temporariamente grátis para o teu Android

Essas suspeitas vieram a confirmar-se no dia de ontem. A Microsoft publicou a lista de todas as limitações inerentes a esta versão do Windows 10. Uma informação bastante preciosa para todos aqueles que equacionavam a compra de um equipamento desenvolvido ao abrigo desta filosofia.

De entre as limitações reveladas podemos destacar a impossibilidade de correr aplicações desenvolvidas para sistemas de 64-bits. Não será também possível realizar qualquer tarefa da virtualização neste sistema operativo, nem mesmo personalizar o seu aspeto geral.

O que passa com as limitações impostas pela Microsoft ao Windows 10 em ARM?

Isto e muitas outras informações constavam no site oficial da Microsoft. E esta conjugação do verbo constar tem em conta o mais recente desenvolvimento desta história. Não se sabendo o porquê, a Microsoft eliminou a tal página das limitações impostas pelos processadores ARM ao Windows 10.

Se seguirmos o link divulgado no dia de ontem, deparamo-nos agora com uma página dedicada à resolução de problemas para aplicações em ARM. Já não temos qualquer indicação das limitações do Windows 10 desenvolvido nesta plataforma.

No entanto, a página aqui em causa não desapareceu por completo do site da Microsoft. O documento ontem revelado pode ser encontrado em cache com todas as informações que haviam sido avançadas.

Mas a principal questão em torno deste tema é o que terá levado a Microsoft a remover a página um dia após a sua divulgação. Estará a empresa a preparar alterações àquilo que havia revelado? Mas se assim o for, o que terá motivado essas alterações?

Assuntos relevantes na 4gnews:

HMD Global prepara um Nokia 8 Pro com Qualcomm Snapdragon 845

Samsung Galaxy S9: relatos de primeiro contacto confirmam previsões

Apple WWDC: Já há possíveis datas para a revelação do iOS 12

Fonte | Via

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal passatempo.