A Microsoft queria mesmo trazer realidade virtual para a Xbox One

Vitor Urbano
Microsoft Xbox One VR 4gnews realidade virtual
A Microsoft estava mesmo a trabalhar num headset VR para a Xbox One

Apenas há dois meses, um dos responsáveis de marketing da Microsoft afirmou que não havia planos para criar um acessório VR (realidade virtual) para a Xbox One. Mas parece que essa afirmação não refletia a realidade.

De acordo com informações apuradas pela CNET, a Microsoft tinha mesmo um headset VR em fase de desenvolvimento que seria destinado à Xbox One. Mas não vale a pena ficares muito entusiasmado, o projeto foi colocado em "pausa" por tempo indeterminado.

Vê ainda: Huawei Mate 20 Lite não foi apresentado, mas já o podes reservar

Ao que parece, a empresa decidiu colocar o projeto em standby até que melhor tecnologia relacionada com realidade virtual fique disponível. No entanto, a Microsoft já anda "à caça" de parceiros para o desenvolvimento de jogos para realidade virtual há alguns anos.

A mesma fonte, revelou ainda que a qualidade do ecrã do headset VR da Microsoft era boa, mas que não conseguia chegar ao nível da concorrência. Ou seja, não conseguiu alcançar o mesmo nível do Oculus Rift do Facebook ou o Vive da HTC.

Microsoft Xbox One poderia ter recebido um headset de realidade virtual

Existem várias possibilidades que possam ter levado a esta decisão por parte da Microsoft. Ou até mesmo todas elas em conjunto acabaram por levar o projeto "às prateleiras". De forma geral, a tecnologia que envolve a realidade virtual está ainda a dar os primeiros passos.

Ainda que tenhamos disponíveis vários dispositivos que oferecem uma experiência inovadora, os headsets VR continua a apresentar-se bastante grandes e ligados através de longos cabos. Certamente que a Microsoft pretende esperar até que seja financeiramente viável adicionar suporte wireless para o seu acessório de realidade virtual.

Xbox One X ASUS ZenFone 4

Além disso, ainda não vimos nenhum dos grandes nomes dos vídeo jogos criarem versões com suporte para realidade virtual dos títulos mais populares. Nem mesmo o desenvolvimento de jogos dedicados exclusivamente a esta plataforma.

No caso da Microsoft, o facto de não ter conseguido cativar as empresas o suficiente para iniciarem o desenvolvimento deste tipo de jogos para a Xbox One, poderá ter-se revelado um facto chave na decisão.

Em vez de arriscar numa nova tecnologia, que não se sabe ao certo se iria ter a adesão necessária. A Microsoft preferiu seguir outro caminho. Durante as últimas semanas, temos visto a empresa apostar forte na oferta de jogos exclusivos. Mais ainda, os seus novos serviços de subscrição chegam claramente com o objetivo de "roubar" utilizadores à rival PlayStation.

Editores 4gnews recomendam:

Android. Qualcomm Snapdragon 855 está mais próximo do que se espera

Arrowverse Crossover – Superman regressa e Lois Lane em estreia

Microsoft terá equacionado um processador ARM para o seu Surface Go

Fonte | Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.