Microsoft prepara um Surface com suporte para aplicações Android

Carlos Oliveira
Comentar

A Forbes avança que a Microsoft está a desenvolver um novo dispositivo Surface. O mais interessante deste relatório é o facto de este dispositivo ser capaz de correr aplicações concebidas para o Android.

Infelizmente, a fonte não foi capaz de nos adiantar mais pormenores sobre esta compatibilidade. Não sabemos de que forma a Microsoft irá suportar este tipo de aplicações, mas poderá ter que ver com o seu sistema operativo.

Novo Surface trará uma variante do Windows 10

É referido que este Surface virá com o sistema operativo Windows Core OS. Trata-se de uma versão mais básica do sistema operativo da Microsoft, capaz de se moldar a diferentes tipos de equipamentos.

Andromeda
Um dos conceitos de um possível Surface dobrável

Este sistema operativo pode basear toda a sua experiência de utilização em torno de aplicações UWP. São aplicações criadas exclusivamente para funcionar em Windows e estão acessíveis através da Microsoft Store. A utilização deste tipo de aplicações irá resultar numa performance mais suave.

A opção pelo Windows Core OS permitirá à Microsoft uma melhor adaptação a uma interface com múltiplos ecrãs. Sendo este um dispositivo dobrável, o Windows 10, tal como o conhecemos hoje, não será a melhor opção para este tipo de interface.

Importa ainda notar que este equipamento terá como processador um Intel Lakefield de 10 nanómetros. Suportará ainda conectividade LTE ou 5G, algo que não ficou bem explicito.

Surface dobrável poderá chegar já em 2020

O novo Surface agora falado deverá ser dobrável. Quando aberto na sua totalidade, apresentará um ecrã com 9 polegadas de dimensão. A sua apresentação deverá ocorrer ou no primeiro trimestre de 2020 ou na primeira metade do mesmo ano.

Os rumores de que a Microsoft possa apresentar um equipamento deste género já não são novos. Vimos já vários conceitos e patentes da empresa norte-americana que retratam precisamente um equipamento dobrável.

Ainda assim, nenhum desses alegados projetos se materializou, até hoje. Será que é desta que a empresa entrará novamente no mercado dos dispositivos móveis?

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.