Microsoft esclarece as limitações do Windows 10 em ARM

Carlos Oliveira
Microsoft Windows 10 ARM
Microsoft Windows 10 já funciona em processadores ARM

A Microsoft uniu-se recentemente à Qualcomm no desenvolvimento de uma nova realidade para o Windows 10. Esta parceria permitirá que o sistema operativo da empresa de Redmond possa correr em processadores ARM. O mesmo tipo de processadores que encontras no teu smartphone.

A principal vantagem desta abordagem está na autonomia dos equipamentos contemplados. Este tipo de processadores tendem a ser mais económicos que os x86 e x64. Na altura da apresentação desta parceria foi revelado que estes computadores poderiam resistir até uma semana com uma só carga.

Vê ainda: TP-Link Neffos C5A, o novo smartphone Android para Portugal

Contudo, desde logo a comunidade se mentalizou que o Windows 10 em ARM teria de ter condicionantes. Afinal de contas, um processador Snapdragon não possui a mesma potência de processamento de um Intel Core. Para o bem e para o mal, existem pormenores que diferenciam estes tipos de processadores.

Uma das principais limitações desta nova versão do Windows 10 prende-se com as aplicações. Esta versão é capaz de correr apenas aplicações que se encontrem disponíveis na Microsoft Store.

Agora, a Microsoft vai ainda mais longe e clarifica todas as limitações inerentes ao Windows 10 em ARM. No seu site oficial pode ser encontrada, na integra, a lista de limitações desta versão do seu sistema operativo. Ainda assim, deixarei aqui uma breve análise a este documento.

O Windows 10 ARM e as suas limitações esclarecidas pela Microsoft

Desde logo, qualquer aplicação que tenha sido desenvolvida para x64 não funcionará. A razão para tal está no emulador que é utilizado para que aplicações Win32 possam correr em ARM. Este é o mesmo emulador que a Microsoft utiliza para que aplicações Win32 possam correr na arquitetura x64.

Importa salientar ainda que apenas drivers x64 funcionarão nesta plataforma. Isto significa que periféricos mais antigos não irão funcionar no Windows 10 em ARM. A solução para tal estará apenas do lado dos desenvolvedores. Estes deverão recompilar essas mesmas drivers para x64.

Outra das limitações está inerente à virtualização no Windows 10. Dada a falta do Hyper-V, criar máquina virtuais será literalmente um processo impossível de realizar. Logo se pretendes criar máquinas virtuais no teu PC, esta plataforma não servirá para ti.

Apesar de esta plataforma utilizar também a arquitetura ARM, algumas aplicações mobile poderão não funcionar. Aquando da criação destas aplicações, os desenvolvedores poderão ter assumido que um equipamento ARM seja apenas e só um smartphone ou tablet.

Em consequência, poderemos ter problemas na interface da aplicação. Problemas esses que poderão repercutir-se numa má disposição da sua inteface. Em último caso pode até mesmo levar ao seu não funcionamento.

Jogar também não deve ser a prioridade para quem compra um equipamento deste género. Se o teu intuito for apenas os jogos de que dispões no teu smartphone, não haverá problema. Mas se for algo mais pesado, mais robusto... está fora de questão. Caso esse jogo requeira uma versão do OpenGL superior à 1.1, ou OpenGL acelerado por hardware, o mesmo não funcionará.

Se és um adepto da customização do Windows, então o ARM não é para ti. A Microsoft irá impedir que qualquer aplicação modifique algum aspeto da shell. Este é um dos pontos essenciais na personalização mais profunda do Windows, logo é uma tarefa para esquecer nesta plataforma.

Se estás interessado nesta nova filosofia do Windows 10, então deves ter em conta todas estas limitações. As mesmas vieram para ficar e não deverão mudar num futuro próximo.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Google Play Store acusada de remover opiniões positivas de jogo Android

Android. Provavelmente o melhor vídeo “concept” do LG V40

Apple HomePod tem um custo de 216 dólares e margem de lucro reduzida

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.