Windows 10 Microsoft

A Microsoft tem feito um excelente trabalho em tudo o que envolve o Windows 10 e os utilizadores do sistema não poderiam estar mais felizes. Contudo, ainda há muito para trabalhar e uma dessas tarefas tem que ver com as aplicações do sistema.

Vê ainda: Top 5 Smartphones mais vendidos no primeiro trimestre de 2017

   

Depois de ter introduzido as famosas Bridges – as primeiras -, a empresa de Redmond decidiu criar a “Desktop Bridge”. Basicamente, esta ponte permite aos programadores a colocação das suas aplicações antigas na Windows Store sem que tenham de as modificar drasticamente.

Uma das ferramentas mais importantes que a Microsoft criou!

A “Desktop Bridge”, foi anunciada em setembro passado, na altura noticiada na 4gnews e, agora em maio de 2017, a Microsoft fez mostrar que a mesma possibilitou colocar na Windows Store um conjunto de 1000 aplicações Win32. Claro que, tendo em consideração que são cerca de 7 milhões de aplicações Win32 então quase nenhumas foram convertidas.

Contudo, algumas delas são autênticos casos de sucesso como é o caso de Slack, Evernote, Adobe ou até mesmo o KODI. E, como é óbvio, desse número bem grande – sete milhões – muitas não passam de aplicações obsoletas que nunca foram atualizadas e que provavelmente não seriam utilizadas por ninguém.

Por fim, desse número, mais uma vez, bem grande, a Microsoft garante que só um terço dos programadores terão algum trabalho em transformar as suas aplicações e que os restantes não terão qualquer problema.

Por isso, só se espera que este processo se acelere e que, para bem dos utilizadores de Windows e da própria Microsoft, que todo ele seja um sucesso dado que as aplicações são, neste momento o calcanhar de aquiles do sistema, principalmente agora que foi apresentado o Windows 10 S.

Outros assuntos relevantes:

Windows 10 S já foi anunciado e promete bem mais do que se esperava!

Atualização do Windows 10 S para o Windows 10 Pro terá um preço agradável

Windows Phone está morto mas isso já todos sabíamos

ViaMSPoweruser
FonteNeoWin

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.