Microsoft. Planos para 2018 envolvem Cortana e um novo Windows 10

Pedro Henrique
Microsoft Windows 10 Surface
CEO atual da Microsoft, Satya Nadella, foi responsável pela Cloud e Surface

A Microsoft tem um grande ano pela frente, mas antes disso, um ano grande. No entanto, há mais para além do software - Windows 10 diga-se -, como é o caso do hardware da própria e das fabricantes.

Dito isso, de acordo com um relatório recente, a estratégia da empresa de Redmond passará não só pelo monopólio, passe a expressão, dos computadores portáteis - através dos seus Surface Book, Laptop e Pro. O objetivo final da mesma é, como é óbvio, impedir o crescimento e manutenção da Apple no setor.

Vê ainda: Apple HomePod é perfeitamente incompatível com o teu smartphone Android

No entanto, o mais interessante não tem que ver com o que há hoje no mercado de forma muito vasta. Em vez disso, um dos focos da Microsoft é fazer com que as fabricantes apostem em duas novas matérias, uma mais recente outra nem tanto.

A Microsoft tem os seus planos bem definidos, e eles não terminam no Windows 10!

Uma delas, por sua vez, tem que ver com o conceito "Always Connected PC", introduzido pela empresa de Redmond no ano passado. Com base nesse, em conjunto com os processadores Qualcomm Snapdragon, o Windows 10 torna-se ainda mais interessante.

Isto porque, ao contrário do que se pudesse imaginar há uns anos, adaptação da plataforma aos seus componentes permitiu que a empresa de Satya Nadella pudesse fazer com que a vida útil de uma bateria se tornasse muito extensa.

Por outro lado, e talvez num âmbito ainda mais preponderante para o futuro da Microsoft, a mesma pretende que as suas concorrentes - pares no progresso dos seus serviços -, apostem na Cortana.

Como? Pela simples integração da assistente virtual em todo o tipo de dispositivos, tal como a Amazon tem feito com a Alexa e a Google com a sua Assistant. Seja de que modo for, o que interessa é que esse setor se desenvolva.

Afinal, a Apple sempre tem a sua Siri e até a Samsung tem apostado na Bixby, independentemente desta última ter ou não sucesso. No entanto, só o futuro dirá até que ponto a empresa norte-americana conseguirá fazer o que é preciso para alcançar tais objetivos.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei P20 já trará o Android Oreo 8.1 e a EMUI 8.1

Huawei P20 terá três câmaras e leitor de impressões digitais abaixo do ecrã

Terá a Apple iniciado uma tendência que Xiaomi, Huawei e Samsung seguirão?!

Fonte

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.