microsoft_banner1200x536

A Microsoft acaba de tomar medidas com a finalidade de reprimir conteúdos terroristas e extremistas online. Considerando que a internet pode ser usada pelas piores razões que se possa imaginar a empresa apresentou uma nova abordagem para garantir que o conteúdo que promove o terrorismo não fique online através dos seus serviços.

Vê ainda: É possível transpôr os “favoritos” do Here Maps para os Mapas da Microsoft

   

Para além disso, a actualização das políticas de utilização dos seus serviços consideram, agora, de forma explicitamente clara que o conteúdo terrorista não é permitido. Algo que já se poderia retirar do simples bom senso.

Para a identificação e remoção desse conteúdo, a Microsoft está a fomentar novas parcerias com especialistas na área, bem como a implementar novas tecnologias para ajudarem a identificar e remover o material terrorista automaticamente. Vamos ver é até onde se estenderão os algoritmos da empresa de Redmond nesta matéria e se não começarão para aí a serem eliminadas mensagens de correio electrónico do Outlook e documentos da OneDrive que nada têm que ver com terrorismo.

Apesar de tudo, a Microsoft reconhece que a tarefa de descortinar o que pode, ou não, violar as novas políticas não é tarefa fácil. Como tal, a empresa afirma que tem intenções de vir a ter o cuidado de equilibrar a remoção e a censura de conteúdo potencialmente perigoso com a liberdade de expressão. A promoção do terrorismo e a publicação do conteúdo terrorista em qualquer um dos serviços da Microsoft agora é expressamente proibida, mas a empresa reconhece que definir o que será classificado como material terrorista está aberto ao debate.

Talvez queiras ver:

Viabetanews
FonteMicrosoft
Tech Editor aqui na tua, nossa e vossa 4gnews, onde a tecnologia é falada em Português. Repórter ocasional e legal hacker. Orgulhosamente nascido no ano em que a Word Wide Web foi inventada, a Nintendo lançou o Game Boy, o primeiro episódio dos Simpsons foi para o ar e o Muro de Berlim caiu.