Metade do mundo já possui pelo menos um smartphone em 2021

Rui Bacelar
Comentar

O nosso companheiro inseparável. A condição "sine qua non" saímos de casa sem ele. Não nos fartamos das comodidades, entretenimento, comunicação e inclusive produtividade que retiramos dos nossos smartphones, os telefones inteligentes.

A tendência de adoção dos smartphones cresceu exponencialmente durante a última década, como mostra agora o mais recente estudo da Strategy Analytics, empresa de análise e estudo de mercado. Livrámo-nos dos telemóveis e adotamos os smartphones.

Metade da população global já possui um smartphone

Aponta a Strategy Analytics que desde o início de 2021, pelo menos 50% dos seres humanos já têm um telefone inteligente pessoal, vulgo smartphone. Trata-se de uma mudança de paradigma muito significativa e reveladora dos hábitos de consumo.

O crescimento exponencial é mais evidente quando olhamos para o período entre 1995 e 2005, nos primórdios do acesso à Internet e, mais posteriormente, no despontar da era dos PDA's, bem como dos primeiros smartphones com Windows Mobile ou Palm OS.

Strategy Analytics
Percentagem da população global que usa smartphone. Crédito: Strategy Analytics

Nesse primeiro momento assistimos a um crescimento do 0 até cerca de 5%, em que tais produtos eram essencialmente um luxo adotado e à disposição de poucos. Os primeiros indícios de que tal mudaria rapidamente começaram em 2007 e 2008 - o início da era iPhone e Android.

Teríamos, contudo, que esperar até 2011 para vermos a curva a acentuar-se. Foi desde então que mais modelos acessíveis chegaram ao mercado e as redes de telecomunicações 3G ficaram disponíveis por todo o globo de forma mais estável.

Em 2016 teríamos o primeiro abrandamento - ponto de saturação - com a atual taxa de crescimento a sinalizar que dificilmente teremos outro pico de crescimento rápido.

De qualquer modo, são métricas incríveis ao mostrar que mesmo crianças de tenra idade, dependentes financeiramente, já têm um smartphone de qualquer tipo, seja Android ou iOS (iPhone). O mesmo pode ser dito da faixa sénior, mesmo os que pouco interesse demonstram nas capacidades de um smartphone.

Em 2019 mais de 50% da população tinha acesso à Internet

Smartphone
Percentagem de indivíduos a usar a Internet. Crédito: Statista

Estamos perante uma nova era de interligação humana. Sendo os smartphones relativamente baratos, sobretudo no segmento de entrada, a maioria da população pode assim ter um equipamento pessoal que lhe permite aceder à Internet.

À medida que os smartphones se desdobram em funcionalidades, são um substituto para o acesso à rede face às alternativas tradicionais como os computadores. Ainda que estes sejam as plataformas nobres para tal, os PC's podem ser mais caros e exigir, por exemplo, mais energia e consumo elétrico.

Assim, o crescimento em popularidade dos smartphones e respetiva facilidade de aquisição, permitiu a que uma maior percentagem da população global acedesse à Internet. Estes valores foram avançados pela agência Statista, visíveis no gráfico acima.

Os smartphones são instrumentais no acesso à Internet

Para esta agência de análise de mercado, em 2019 mais de metade da população global já tinha acesso à Internet. Algo que atribuem também ao uso massivo dos smartphones nas mais diversas regiões do mundo.

Como tal, é nos mercados emergentes que o uso de smartphones cresce de forma mais acentuada. Aí, à medida que o tráfego de dados móveis é mais acessível e democratiza o acesso às redes móveis, continua a aumentar o acesso à Internet.

Por fim, vemos que as regiões e mercados desenvolvidos estão substancialmente acima das demais regiões. Há, contudo, uma diminuição considerável dessa disparidade em evidência no gráfico aqui presente.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.