meizu-m51

A Meizu teve um ano de 2016 incrível em termos de números de equipamentos lançados para o mercado. A certa altura a marca comprometeu-se a apresentar um total de sete equipamentos apenas este ano, um número que foi já ultrapassado, pois este novo Meizu M5 é já o oitavo equipamento que a empresa Chinesa nos apresenta em 2016. Veremos se estes números se ficam por aqui, pois existem já testes de benchmarks para um novo Meizu Pro 6S e veremos quando o mesmo irá ser apresentado.

Vê também: Huawei Mate 9: Novas informações confirmam com 6GB RAM, 256GB ROM e Android 7.0

   

Bem, mas passando agora para o novo Meizu M5, este é um novo gama baixa que era já esperado pela comunidade tecnológica. Vemos aqui um equipamento construído em policarbonato, com a ideologia estética característica da Meizu. O seu habitual botão físico frontal continua lá e tal como nos modelos de gamas mais avultadas, o mesmo incorpora um sensor de impressões digitais que se propõe a despertar o equipamento em apenas 0.2 segundos.

meizu-m5

Dando agora uma olhada pelas especificações deste equipamento, vemos um ecrã de 5.2 polegadas de resolução HD, um processador octa-core MediaTek MT 6750 a 1.5GHz e opções de 2GB de RAM com 16GB de memória interna ou 3GB/32GB, ambas com suporte para um microSD.

Em termos fotográficos, vemos um sensor traseiro de 13MP, com focagem automática, e ainda um sensor frontal de 5MP para umas selfies decentes. A bateria deste Meizu M5 será de 3070mAh e o seu software será o Android 5.1 Lollipop mascarado com a UI Flyme 5.5.


Interessado neste novo smartphone? Então fica a saber que o mesmo estará disponível apartir do dia de hoje na China nas cores Azul, Branco, Champanhe, Verde e Preto. Já no que ao seu preço toca, a versão 2GB/16GB custará cerca de 103€ e a versão 3GB/32GB rondará os 132€.

Talvez queiras ver:

Dash Charge é o verdadeiro trunfo do Oneplus 3

Aumenta funcionalidades do leitor biométrico com uma só app

LG G6 chegará com leitor de íris à semelhança do Note 7

ViaFONEARENA
Fontemeizu
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.