MediaTek fechou 2021 com vantagem de milhões sobre a Qualcomm

Rui Bacelar
Comentar

A MediaTek não é a primeira escolha dos consumidores na Europa. É, contudo, a fabricante que mais processadores colocou em smartphones durante o último ano. Os dados foram publicados a 31 de março pela agência de análise de mercado Strategy Analytics, colocando a fabricante sediada em Taiwan muito à frente da norte-americana Qualcomm.

Em causa está o volume de processadores vendidos para utilização em smartphones e dispositivos móveis como tablets, com a MediaTek a superar em 75 milhões de unidades a rival Qualcomm. Ou seja, e como já têm apontado outras agências de análise de mercado, esta é a fabricante líder de mercado em 2021 por larga margem.

MediaTek superou em 2021 a Qualcomm por 75 milhões de SoC's

MediaTek Dimensity Qualcomm

Segundo as informações presentes no relatório da Strategy Analytics, a MediaTek fechou o ano com mais 75 milhões de processadores por si concebidos e utilizados pelas fabricantes de smartphones. O diferencial foi de 75 milhões de SoC's.

Tal como comenta Sravan Kundojjala, autor do relatório da Strategy Analytics, "Pela primeira vez com base anual, a MediaTek ultrapassou a Qualcomm em número de unidades vendidas, estabelecendo uma liderança por 75 milhões de unidades em 2021".

"A MediaTek capitalizou com a retração da Qualcomm no segmento de gama média e gama baixa, segmentos em que a MediaTek investiria mais com SoC's 4G de nova geração para smartphones de entrada e gama média", acrescenta Kundojjala.

A MediaTek também dominou o segmento dos tablets Android em 2021

MediaTek captures a 46% share in the Android tablet applications processor (AP) market in Q3 2021. Apple, Intel, MediaTek, Qualcomm and Samsung LSI captured the top-5 revenue share rankings. @SKundojjala https://t.co/whLNfxmQo1

— Strategy Analytics (@SA_Update) 10 de março de 2022

A vencedora indiscutível no mercado de smartphones foi a MediaTek, tal como no mercado dos tablets, com mais chipsets vendidos que a rival Qualcomm. Com efeito, a fabricante taiwanesa atravessa um dos seus melhores momentos no mercado, com mais volume de vendas no segmento de gama média e baixa, ao passo que os novos processadores de gama alta também são dignos de nota.

Em particular com o flagship Dimensity 9000 que já figurou no Top 10 da AnTuTu em março, lista onde a Samsung e o seu Exynos 2200 não entraram. Em simultâneo, os chipsets Dimensity 8100 e Dimensity 8000, de gama alta, também merecem atenção. Aliás, estes chips já provaram estar mais que a par do melhor processador da Qualcomm, o Snapdragon 8 Gen 1.

A Qualcomm manteve-se como líder nas receitas em 2021

Strategy Analitics

Tendo vendido mais unidades de processadores que a Qualcomm em 2021, foi, contudo, a Qualcomm que mais lucrou durante o último ano. Ou, mais concretamente, mais receitas obteve durante os últimos 12 meses, superando significativamente a rival.

Tal como afirma Kundojjala "(...) apesar de perder no que respeita às unidades, a Qualcomm fechou 2021 com uma receita 43% maior do que a MediaTek, graças a um aumento no mix de APs premium e de gama alta com preços superiores. Ambas as empresas tiveram um bom desempenho no segmento de AP 5G e registaram um aumento em 13 anos no que respeita aos preços médios de venda de APs.

A Qualcomm obteve 37,7% das receitas, ao passou que a MediaTek obteve 26,3% ficando em segundo lugar. Imediatamente em seguida apresentou-se a Apple, em terceiro lugar, com 26% das receitas geradas neste mercado de componentes.

No que lhe concerne, a Samsung deteve 6,6% da receita no período em análise, seguida pela Unisoc (2,5%), HiSilicon (0,8%) e, por fim, a Google (0,1%).

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com