Malware para Android consegue roubar códigos de segurança da Google Authenticator!

Vitor Urbano
Comentar

De forma a tentar tornar toda a experiência nas várias aplicações e serviços mais segura, o método de segurança 2FA (autenticação por dois fatores) foi implementado de forma global, visto que é considerado o mais seguro da atualidade. Entre as várias opções disponíveis, a aplicação Google Authenticator tornou-se a mais popular, sendo utilizada por milhões de utilizadores.

No entanto, um novo relatório da empresa de segurança Threatfabric revelou que surgiu um novo malware para Android que consegue roubar os códigos gerados pela aplicação da Google. Ao que parece, esta é uma variante do reconhecido trojan bancário Cerberus.

Android Malware Google Cerberus

Malware parece não estar ainda ativo, mas já se apresenta como uma real ameaça

De acordo com a Threatfabric, parece que o trojan ainda não foi "publicitado" em comunidades da Dark Web, sendo possível que esteja ainda em fase de testes. Ainda assim, o simples facto de que já foi comprovado que este consegue aceder a estes códigos de segurança, fazem com que seja uma real ameaça.

No relatório, é revelado que o novo Cerberus consegue tirar proveito de privilégios de acessibilidade para roubar os códigos 2FA da Google Authenticator. Basicamente, quando a aplicação está aberta, consegue aceder aos conteúdos presentes no ecrã, enviando em tempo real os códigos gerados para um servidor externo.

Google Malware Android

Google precisa de conseguir combater este malware!

Nesta fase inicial, é crucial que a Google concentre os seus esforços no desenvolvimento de barreiras de segurança adicionais não só para o Android, mas também para a sua aplicação. Caso este novo malware se comece a espalhar pela Dark Web, garantidamente que os resultados serão catastróficos.

A aplicação Google Authenticator é utilizada por milhões de utilizadores em centenas de aplicações e serviços diferentes. Sendo uma das mais populares entre os utilizadores, tornou-se também uma das mais utilizadas pelas empresas que recorrem a este método de segurança.

Além das várias aplicações e serviços da Google, são muitas as instituições bancárias, serviços de criptomoedas, casas de apostas e outras plataformas que recorrem à aplicação para garantir a segurança da conta dos seus utilizadores. Considerando que todas estas plataformas gerem grandes quantidades de dinheiro diariamente, é fácil imaginar o volume de danos que podem ser causados.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.