Madrid proíbe a utilização de telemóveis nas salas de aula

Bruno Coelho
Comentar

Usar o telemóvel nas salas de aula em Madrid vai passar a ser proibido já no próximo ano letivo. A medida abrange as 1700 escolas públicas da Comunidade de Madrid, e afeta cerca de 800 mil estudante de ensino não universitário.

Segundo o El Mundo, esta é uma proibição que afeta os “períodos escolas”. No entanto, há exceções. Se o aluno precisar de usar o aparelho por razões de saúde ou incapacidade pode fazê-lo, tal como se tiver de o fazer para fins educativos.

A medida pretende “melhorar os resultados académicos dos estudantes”, mas também combater o cyberbullying e o bullying. Caso o aluno não cumpra a medida do governo regional de Madrid, o castigo a aplicar-lhe é definido pelo professor ou pela direção da escola.

Escolas podem limitar uso dos telemóveis noutras zonas da escola

Esta é uma medida que surge depois de outros governos regionais, da Galiza e Castela-Mancha, já terem proibido o uso do telemóvel nas saltas de aula. De ressalvar que, se assim entenderem, as escolas podem também limitar o uso dos aparelhos noutras zonas da escola, como por exemplo no recreio.

De recordar que este tipo de proibição já existe em França desde 2018. Aí, as escolas públicas tomam a decisão de como querem aplicar a proibição – podendo haver exceções ou ser total.

À data desta proibição, o Diário de Notícias falou com especialistas, professores e pais em Portugal. Estes consideraram “desajustado” proibir o uso dos telemóveis nas escolas no nosso país.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.