macOS Monterey: sabe as funcionalidades não disponíveis nos Mac com Intel

Carlos Oliveira
Comentar

Com o lançamento do macOS Monterey na próxima segunda-feira, é tempo de preparar o teu Mac para a nova versão do sistema operativo. Após meses de espera desde o seu anúncio em junho passado, está tudo pronto para que o software chegue aos utilizadores.

Todavia, importa notar que algumas das novidades do macOS Monterey não serão para todos. Com a transição para os processadores M1, a Apple definiu algumas características que dependerão destes processadores para funcionarem corretamente.

O presente artigo serve o propósito de informar o leitor daquilo que não poderá utilizar caso ainda tenha um Mac com processador Intel. Tudo o resto, será semelhante independentemente da plataforma que utilizar.

Modo de retrato no Facetime

Uma das novidades exclusivas para quem tiver um Mac com processador M1, M1 Pro ou M1 Max será o modo de retrato. Depois de popularizada no iPhone, esta funcionalidade chega agora à plataforma de comunicação em vídeo da Apple nos seus computadores.

Facetime

Isto permitirá desfocar o cenário enquanto estiveres numa chamada de vídeo. Será ideal para esconder aquilo que tens em casa e elementos que não queiras que se vejam quando estiveres a falar com terceiros.

Globo interativo

Também exclusivo da plataforma M1 será o novo globo interativo. Este dará aos utilizadores uma visualização tridimensional do planeta Terra onde o utilizador poderá aproximar ou afastar a imagem para ter uma perspetiva mais detalhada ou generalizada de uma parte do globo.

Globo

Mapas recebem mais detalhes

No seguimento da novidade acima, temos a introdução de uma vista mais detalhada na aplicação Mapas da Apple. Tal como a anterior, esta dará ao utilizador um maior leque de informações sobre locais, tais como estradas, edifícios, árvores e outros.

Mapas

Por enquanto, esta é uma novidade que suportará um restrito leque de cidades. A saber, temos Los Angeles, Londres, Nova Iorque e São Francisco.

Captura de objeto

Os esforços da Apple para a entrada no mercado da Realidade Aumentada levam-nos à introdução desta novidade. Aqui, os utilizadores poderão criar objetos 3D ao sobrepor várias imagens previamente capturadas.

Objetos

Esta técnica pode ser alcançada com software próprio, mas com o lançamento do macOS Monterey será aplicada ao nível do sistema operativo. Alguns equipamentos com processador Intel suportam-na, mas requerem 16 GB de RAM e 4 GB de VRAM, ao passo que nos M1 não serão aplicadas limitações.

Leitura em voz alta pela Siri

Também a Siri está entre o lote de funcionalidades que serão aprimoradas com a introdução do macOS Monterey nos Mac com M1. Neste caso, falamos na possibilidade de o utilizador destacar texto para que a assistente pessoal o possa ler em voz alta.

Ditados são processados no próprio Mac

Esta novidade chega em sentido contrário à anterior, onde o utilizador poderá verbalizar algumas frases, ficando a Siri encarregue de transpô-los para texto. Agora, com o lançamento do macOS Monterey, tudo isto será processado apenas no Mac.

Ditados

Ou seja, o utilizador deixará de ter limitações de conectividade para o uso desta funcionalidade. Tudo será processado offline, o que significa maior privacidade e o término das limitações de tempo.

A solução para poder usufruir daquilo que elencamos acima passa pela aquisição de um novo Mac com um processador M1. Pode ser vista como uma manobra da Apple para alavancar a migração dos seus utilizadores para a sua própria plataforma de processamento.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.