LG V10: Review / Análise em Português

Rui Bacelar

O LG V10. Aproveito, desde já, para agradecer à LG Portugal pela cedência deste equipamento para teste.

Design e qualidade de construção

Com linhas sóbrias, traseira revestida com um composto plástico apelidado Duraskin, laterais em aço inoxidável e sem a ligeira curvatura a que estávamos habituados nos equipamentos da marca. Este LG V10, com a sua combinação de plástico e metal, pode não ser a primeira escolha para alguns consumidores. Este equipamento está disponível em Preto com aço à cor natural ou Branco com aço dourado.

Performance

O LG V10 é um equipamento que aguentará, sem dúvida, alguns anos de bom uso, tendo músculo suficiente para se manter rápido e expedito durante esse tempo. A interface da marca, a LG UX é das mais completas, senão mesmo a mais completa que já testei a nível de funcionalidades, atalhos, sugestões, animações, sons e uma vasta panóplia de opções para multi-tasking, podendo dividir o seu grande ecrã em dois para que possas utilizar duas aplicações ao mesmo tempo.

As suas especificações técnicas:

  • Ecrã de 5.7 polegadas IPS LCD
  • Resolução Quad-HD 1440 com 515ppi
  • Processador Snapdragon 808, quad-core a 1.8Ghz
  • 4GB de memória RAM
  • 32/64 GB de armazenamento interno expansível
  • Bateria de 3000 mAh
  • Android 5.1 Lollipop (LG UX)
  • Câmaras de 5 e 16MP

O sistema operativo do LG V10 é o Android 5.1 Lollipop e, até à data, ainda não recebeu por via oficial a actualização para o Android 6.0 Marshmallow, esperemos que não demore. Por último, se estás preocupado com a rapidez e desempenho deste equipamento, não estejas, ele dá conta do recado.

Ecrã

O ecrã deste LG V10, ou melhor, os ecrãs são fantásticos. O principal, com 5.7 polegadas tem um contraste impressionante e uma incrível resolução Quad-HD (1440p) que te dá imenso detalhe em cada imagem (515ppi). As cores são vibrantes, ricas e bem saturadas, conseguindo manter um tom natural. A sua utilização ao ar livre não é problema, temos bastante brilho durante o dia e à noite esta tela consegue ficar muito escura.

Em suma, é difícil encontrar aqui defeitos, podendo apenas referir que é um pouco reflectivo e que os tons escuros carecem da profundidade proporcionada pelos painéis AMOLED.

O seu ecrã secundário com 2.1 polegadas é basicamente uma central interactiva de notificações. Um local onde poderás ver as principais notificações sem ter que despertar ou acordar o ecrã principal, um local onde terás sempre alguns atalhos úteis, informações de data, hora, meteorologia, aplicações recentes, controlo da reprodução de áudio e vídeo, entre outros.

Confesso que ao início achei este ecrã secundário um pouco estranho e reconheço que podia ter sido melhor executado, contudo, aprendi a gostar dele durante o período de teste (cerca de um mês) e senti que era mais útil do que as Edges da concorrência.

Câmaras: Fotografia e Vídeo

O LG V10 é a escolha acertada para qualquer entusiasta de fotografia e vídeo!

Autonomia

O LG V10 carrega muito rapidamente graças à tecnologia Quick Charge 2.0 que, em 40 minutos, consegue carregar 50% desta bateria. Por último, relativamente a tempo de ecrã ligado, o V10 ficou-se pelas 3 horas e meia.

Conclusão

Se estás à procura de um phablet topo de gama então o LG V10 é um dispositivo com excelente performance, com pontos extra pela produtividade da sua interface, pela incrível atenção aos controlos manuais das suas câmaras fotográficas e de vídeo e até pela robustez e ousadia do seu design e qualidade de construção. Oxalá a sua autonomia estivesse a par dos outros factores, algo que pode melhorar com a actualização para Android 6.0 Marshmallow.

Vê outras reviews:

  • Samsung Galaxy S7: Review / análise do flagship da Samsung para 2016

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.