LG patenteia smartphone dobrável com três ecrãs

Carlos Oliveira
Comentar

Os smartphones dobráveis parecem ser a próxima grande moda do mercado, portanto, é natural que as empresas comecem a aprofundar o conceito. Desta feita, temos uma nova ideia proveniente da LG que consiste num smartphone com três ecrãs.

LG dobrável

Esta patente foi encontrada pela LetsGoDigital e mostra-nos um smartphone que dobrará duas vezes. Importa notar que os smartphones dobráveis da Samsung e da Huawei apenas dobram uma vez.

LG inspirou-se na Huawei para esta patente

As semelhanças entre este conceito e o Huawei Mate X encontram-se na forma como o ecrã será dobrado. O equipamento que a LG patenteou terá o seu ecrã sempre exposto.

Ou seja, este equipamento dobrará para fora, o que fará com que o seu ecrã fique mais vulnerável. Isto levanta algumas questões relativamente à sua durabilidade, mais concretamente quanto à sua resistência quando em contacto com outros objetos.

Será possível guardar uma Pen neste smartphone

A LG vai mais longe que a sua concorrência e criou um conceito em que uma Pen será um acessório compatível. Este pequeno gadget será uma das formas de interação com o smartphone, algo que muitos desejariam no Galaxy Fold.

O mais interessante é que este pequeno acessório poderá ser guardado na falha que existirá entre os ecrãs, quando o smartphone se encontra dobrado. É uma forma inteligente de acomodar uma Pen no equipamento e de aproveitar um espaço que aparenta ser inútil.

LG Pen

Infelizmente a patente em causa não revela pormenores adicionais sobre este equipamento. Fica apenas a ressalva de que a LG equacionou, pelo menos, a criação de um smartphone do género.

A aplicação desta patente não é garantida, mas revela-nos que a empresa está a estudar formas de abordar este nicho de mercado. Teremos de esperar para ver se algum dia a LG irá efetivamente aventurar-se no ramo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.