LG lançará dois "flagships" este ano para compensar um 2015 pouco rentável

Rui Bacelar

LG smartphone 4gnewsApesar de lançarem alguns dos melhores smartphones do mercado, a LG Mobile não está a atravessar uma boa fase no que concerne a receitas e lucros no final do mês. De acordo com o relatório fiscal do último trimestre de 2015, apesar de terem vendido cerca de 60 milhões de smartphones durante o ano passado, o saldo anual não foi lucrativo.

Só durante o último trimestre de 2015 a LG conseguiu vender um total de 15.3 milhões de smartphones, o que representa um aumento de 2% em relação às vendas do trimestre anterior mas, em comparação com o período homólogo de 2014, registaram uma diminuição de 2% no total de equipamentos vendidos.

Em 2015 a LG vendou perto de 60 milhões de smartphones
LG-flagships-2016
Fonte: relatório fiscal da LG

Apesar destes sinais de recuperação, a LG não conseguiu acabar o ano de 2015 com lucro, apesar de ter sido por pouco, não conseguiram que as receitas igualassem as despesas. Por exemplo, no mercado norte-americano a LG registou um aumento de 13% nas vendas durante este último trimestre em relação ao trimestre anterior, estes valores devem-se ao relativo sucesso do LG V10. Na minha opinião, um dos smartphones mais menosprezados do ano.

Estes números têm larga margem para melhoria e a LG sabe disso. Aliás, até já revelou algumas das estratégias para 2016, ano em que teremos dois smartphones topo de gama, o LG G5 que será anunciado na MWC Barcelona em finais de fevereiro e um outro dispositivo, o sucessor do LG V10 que deverá ser anunciado no final do ano.

Segundo os rumores e fugas de informação, o LG G5 terá uma construção metálica, duas câmaras traseiras e um processador Snapdragon 820 da Qualcomm, será um topo de gama de corpo e alma e estamos mais do que ansiosos para o conhecer finalmente!

Talvez queiras ver:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.