flex

Depois de ter este telefone na mão e brincar um pouco com ele, aliás brincar bastante com ele, devo dizer-vos que tem aspectos muito positivos outros que…Bem poderiam melhorar.

A LG lançou este modelo em Novembro de 2013, mas na maior parte dos Países ainda não bateu nas prateleiras por esta altura. Com sorte tive a oportunidade de trabalhar com um, e segundo aquilo que apurei é um telefone para um mercado muito específico.

   

Bem pensemos juntos, este equipamento é inovador e o primeiro no mercado considerado “flexível” embora não o seja completamente, tem a possibilidade de “desdobrar” o seu ecrã curvo. Para quem ainda não teve equipamento na mão, devo dizer que ele assusta pelo monstro que é! É GIGANTE. Impossível de trabalhar apenas com uma mão ( na maior parte dos casos), este dispositivo mostra o quanto a LG sente a necessidade de evoluir e se destacar no mercado.

LG G Flex assinalado no mercado como Phablet, bem maior que um smartphone normal mas mais pequeno que uma tablet encaixa perfeitamente no mesmo segmento do Note 3.

A grande diferença é que para uma Phablet, tal como o Note 3, falta-lhe algo importantíssimo, uma pen! Depois de termos um ecrã daquele tamanho, queremos dar uso ao dispositivo, mais que um smartphone regular, por isso o Note 3 tem tanta saída, o uso da pen com o touchwiz fica simplesmente perfeito, todas as possibilidades que nos dá, conseguimos de certa forma usufruir do ecrã como deve ser, já o G Flex fica sem essa oportunidade, juntando-se assim (na minha opinião) a phablets sem vantagens como o caso do HTC ONE MAX.
Embora o LG Optimus Ui responda bem ao que o utilizador necessita, na minha opinião ainda está um pouco cru demais, necessita de algo mais agradável de se ver para o utilizador.

Relativamente a especificações a LG não poupou neste menino e conta com, processador Qualcomm Snapdragon 800, Quad-core 2.26 GHz, este processador vai-lhe dar toda a estabilidade que precisa neste equipamento, sem problema algum de “travar” ou ” crashar”, o dispositivo correrá várias aplicações no maior desempenho sem problema algum.
Câmara de 13 MPx com 4160 x 3120 farão das suas fotografias simplesmente fantásticas e com qualidade de vídeo de 1080p@60fps e vídeo estabilizador, estão-lhe a colocar uma máquina de filmar/fotografar bem decente no seu bolso.Quando olhamos para o ecrã deste telefone, que é aquilo que mais se sobressai, ficamos um pouco desapontados ao ver que não igualaram um dos seu competidores como o Note 3.O LG conta com um ecrã de 720 x 1280 pixels e uns incríveis 6.0″ polegadas de ecrã, que embora grande, não é oferece tanta qualidade quanto o da concorrência com apenas (~245 ppi – pixels per inch) contra o note 3 de ~386 ppi.
Uma das coisas mais fascinantes do LG G Flex para além de ser “dobrável”, é o facto da sua capa traseira ter a capacidade de se auto-regenerar. Parece algo do futuro, eu sei, mas é realmente incrível a forma de como a tampa de consegue “curar” de pequenos riscos, como o de chaves ou mesmo moedas fazem quando no mesmo bolso que o telefone.

Para finalizar falando da bateria do equipamento com uns fantásticos 3500mAh que devem alimentar o ecrã deste monstro por um dia, ou dia e meio com uso regular!

O LG G Flex é um daqueles equipamentos geeky, que queremos simplesmente comprar porque é o primeiro da sua espécie e certamente não temos mais que fazer ao nosso dinheiro.

Escrito por Filipe Alves para Webuy.com